Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
3

Fontão de Carvalho não se demite

O vice-presidente da Câmara Municipal de Lisboa (CML) confessou ontem que foi acusado de crime de peculato no âmbito do caso dos prémios de gestão atribuídos aos administradores da EPUL há mais de um mês. Em conferência de imprensa, Fontão de Carvalho disse que não se demitia, que estava de consciência tranquila, e revelou que omitiu a informação porque “ninguém perguntou”.
16 de Fevereiro de 2007 às 00:00
Vice-presidente terá autorizado pagamentos
Vice-presidente terá autorizado pagamentos FOTO: Mariline Alves
As explicações de Fontão têm a ver com o facto do Departamento de Investigação e Acção Penal ter anunciado ontem que cinco pessoas foram acusadas em co-autoria do crime de peculato no âmbito do caso “prémios pagos a administradores da EPUL”. Eduarda Napoleão, já constituída arguida no caso Bragaparques; Arnaldo Carvalho João, actual administrador da EPUL; Aníbal Cabeça e Luísa Amado, actuais administradores, também foram acusados.
Apesar de ter sido acusado, Fontão recusou ontem demitir-se do cargo e disse que tinha a “solidariedade de Carmona Rodrigues”, que, como se depreende, já sabia da acusação ao seu número dois. Os vereadores do PSD só souberam da acusação ontem e sentiram-se traídos, tendo colocado a hipótese de se demitirem em bloco. Instado a explicar porque omitiu a informação, Fontão respondeu que só lhe tinham perguntado se era arguido no caso Bragaparque e não no caso EPUL, o que – defendeu – “são casos completamente diferentes”.
BUSCAS À EPUL
A Polícia Judiciária realizou buscas às instalações da Empresa Pública de Urbanização de Lisboa (EPUL), em Setembro de 2006, dias depois de a Câmara ter ordenado a devolução dos prémios atribuídos aos administradores daquela empresa. Isto após o vereador eleito pelo BE, José Sá Fernandes, ter apresentado a 8 de Setembro de 2006 uma participação ao Ministério Público (MP) sobre os prémios.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)