Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
1

Fonte de prejuízos

Os relatórios de contas das empresas municipais de Lisboa revelam um cenário "muito pouco animador", segundo palavras do vereador das Finanças, Cardoso da Silva, no âmbito de um conjunto de propostas que vai ser hoje discutido na reunião do executivo camarário.

11 de Junho de 2008 às 00:30
Cardoso da Silva (na foto ao lado de António Costa) está preocupado com contas das empresas municipais
Cardoso da Silva (na foto ao lado de António Costa) está preocupado com contas das empresas municipais FOTO: Vítor Mota

A autarquia lisboeta vai votar, entre outras propostas, os relatórios de contas de 2007 de algumas empresas municipais. A EMEL – Empresa Pública Municipal de Estacionamento de Lisboa é a única com "um resultado liquido positivo, a par com resultados operacionais positivos que cobrem os custos financeiros".

O relatório da EGEAC, Gestão de Equipamentos e Animação Cultural, revela "um resultado líquido negativo, com um resultado operacional acrescido de encargos financeiros negativo". A empresa encontra-se em "posição de desequilíbrio", no valor de 8,5 milhões de euros. Apresenta um endividamento líquido de 5,5 milhões de euros e um valor de capitais próprios negativo de 7,3 milhões de euros.

No caso da Emarlis, que gere as águas residuais, "o resultado líquido é positivo", apesar de ter "um resultado operacional negativo" de 532 mil euros. A Gebalis – Gestão dos Bairros Municipais apresenta "um resultado líquido negativo, com um resultado operacional, acrescido de encargos financeiros negativo". O valor de capitais próprios da Gebalis é de menos 22 milhões de euros. A Epul, responsável pela Urbanização, tem "um resultado líquido positivo [mas] um valor de capitais próprios negativo de 13 milhões de euros".

EM PORMENOR

COMENTÁRIO

Cardoso da Silva diz que o cenário é "pouco animador" mas recusa entrar em pormenores antes de discutir a situação com o executivo camarário.

ESTUDO

Algumas das propostas que hoje são votadas sugerem que se avalie os impactos financeiros que os relatórios de contas implicam nas contas municipais.

AS TRÊS SRU

As Sociedades de Reabilitação Urbana (Ocidental, Oriental e Baixa Pombalina) também apresentam um balanço negativo em 2007.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)