Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
5

Freitas do Amaral garante não haver preocupações com al-Qaeda

O comissário nacional para a declaração oficial das novas Sete Maravilhas do Mundo, Freitas do Amaral, disse ontem não ver “motivos para preocupação” nas notícias que referem a cerimónia em Lisboa como potencial alvo da al-Qaeda.
4 de Maio de 2007 às 00:00
No final de um encontro com o Presidente da República, Freitas do Amaral afirmou que Portugal “está habituado” a preparar com segurança todos os grandes eventos que tem organizado. O comissário considerou inclusive que a segurança do País foi uma das razões pelas quais a fundação New7Wonders optou por Portugal para acolher evento.
“Lisboa ficou na final da short list dos países seleccionados e ganhou pela segurança”, garantiu o comissário, que garante não ter abordado a questão de segurança do evento, onde serão apresentadas as novas Sete Maravilhas do Mundo e as Sete Maravilhas de Portugal numa reunião no Palácio do Belém com Cavaco Silva.
O comissário nacional considerou ainda que a iniciativa da eleição das Sete Maravilhas de Portugal é “mais uma afirmação das competências do País”, na medida em que outros países já pediram ajuda a Portugal para acompanhamento na preparação das suas sete maravilhas – “nomeadamente a Espanha”, para o próximo ano.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)