Barra Cofina

Correio da Manhã

Política

GOVERNO A BANHOS MAS POUCO...

Ao contrário do que se poderia pensar, o novo Governo vai ter férias no mês de Agosto. O primeiro-ministro, Santana Lopes, terá dado indicações para que cada elemento do Executivo tire apenas dez dias na primeira ou na segunda quinzena deste mês.
1 de Agosto de 2004 às 00:00
Todos os ministros, à excepção do da Administração Interna, vão ter 10 dias de férias
Todos os ministros, à excepção do da Administração Interna, vão ter 10 dias de férias FOTO: Estela Silva
O próprio chefe do Executivo parte de férias terça-feira depois de ter visto os seus planos iniciais irem por água abaixo devido à inesperada demissão do seu antecessor, Durão Barroso. Ainda presidente das Câmara de Lisboa, Santana Lopes tinha planeado ir de férias a 9 de Julho, mas com a crise política esse período de descanso na companhia de amigos foi desmarcado e substituído por uma semana de férias repartida entre a Figueira e o Algarve.
A assegurar a chefia do Governo na ausência do primeiro-ministro ficará o ministro de Estado, das Actividades Económicas e do Trabalho, Álvaro Barreto, que, após o regresso de Santana Lopes, partirá, então de férias.
O único ministro que não vai gozar férias em Agosto é Daniel Sanches, responsável pela Administração Interna, que fica de “vigia” aos incêndios.
A crise política provocada pela demissão de Durão Barroso fez, também, o Presidente da República desmarcar as férias que tinha planeado para a Indochina, em meados de Julho, com a mulher e os filhos. Assim, Jorge Sampaio vai ter uns dias de descanso em Atenas quando aí for com Maria José Ritta para a abertura dos Jogos Olímpicos e depois passa mais uns dias no Mediterrâneo.
O DESCANSO DA OPOSIÇÃO
FERRO RODRIGUES, PS
Ferro Rodrigues vai de férias mais descansado este ano, uma vez que já abandonou a liderança do PS, ficará 15 dias em Altura. Os três candidatos à sua sucessão - José Sócrates, João Soares e Manuel Alegre fizeram uma pausa de dez dias nas respectivas campanhas de modo a poderem ter férias.
CARLOS CARVALHAS, PCP
O secretário-geral do Partido Comunista, Carlos Carvalhas, vai seguir o mesmo percurso de férias dos últimos anos. Passa uns dias de Agosto em Santo Estevão, no Algarve, e mais uns tantos dias em S. Pedro do Sul, distrito de Viseu, sempre acompanhado pela família.
FRANCISCO LOUÇÃ, BE
Francisco Louçã, dirigente do Bloco de Esquerda, tem normalmente dois períodos de férias e este ano não foge à regra. Na primeira metade das férias - por altura da Páscoa - foi a Goa, agora, na segunda metade, vai até à Ilha Graciosa, Açores, onde a mulher e a filha já o aguardam.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)