Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
6

Governo adia pagamento de subsídios

O Ministério da Segurança Social ordenou a suspensão do pagamento dos subsídios de doença e de desemprego que deviam efectuar-se nos últimos dias deste mês, devido a alegadas “dificuldades no pedido de verbas ao Instituto de Gestão Financeira da Segurança Social”.
28 de Dezembro de 2004 às 09:56
Segundo avança a edição desta terça-feira do “Diário Económico”, os trabalhadores com baixas médicas e os desempregados que deveriam receber os subsídios da segurança social nos dias 27 e 29 de Dezembro vão ter de esperar até Janeiro.
O ofício do Governo a dar instruções para que fosse adiado o processamento das prestações dos subsídios de doença e de desemprego foi enviado em meados deste mês pelo Ministério da tutela aos Centros Distritais de Segurança Social.
Segundo o “Diário Económico”, o Estado, ao transferir algumas despesas para o próximo ano, está a aliviar a execução orçamental de 2004, uma vez que, no subsector da Segurança Social, a contabilização das despesas se faz numa óptica de caixa.
Todos os meses, o Estado paga em média 40 milhões de euros em subsídios de doença e 125 milhões de euros em subsídios de desemprego, sendo que esses pagamentos são processados duas a três vezes por mês, pelo que os seus beneficiários não recebem os subsídios no mesmo dia.
Contactada pelo “Diário Económico”, uma fonte oficial do Ministério da Segurança Social disse desconhecer a ordem de alterações ao calendário nos pagamentos das prestações dos referidos subsídios.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)