Barra Cofina

Correio da Manhã

Política

Governo nega favorecimento da CESE da EDP

Resposta a denúncia de Manuel Champalimaud.
18 de Abril de 2015 às 12:52
Artur Trindade destaca que a EDP é a empresa "com mais ativos afetados" pela CESE
Artur Trindade destaca que a EDP é a empresa 'com mais ativos afetados' pela CESE FOTO: Hugo Rainho

O secretário de Estado da Energia negou este sábado ter favorecido a EDP na contribuição extraordinária do setor energético (CESE), respondendo assim a uma denúncia de Manuel Champalimaud sobre a contratação do pai do governante como consultor da EDP.


Na sexta-feira, Manuel Champalimaud - enquanto acionista da REN, empresa penalizada com o alargamento ao setor energético da CESE - disse que a EDP soube defender-se "politicamente" da CESE, exemplificando com o facto de a empresa ter contratado "recentemente" o pai do secretário de Estado da Energia, Artur Trindade.


Em comunicado hoje divulgado, o governante recusa qualquer intervenção sua no sentido de favorecer a EDP:
"Venho por este meio repudiar e negar estas afirmações e insinuações que atentam de forma torpe contra o meu bom nome, reiterando a sua falsidade, bem como a sua evidente desconformidade com os factos", refere no comunicado.


Artur Trindade destaca que a EDP é a empresa "com mais ativos afetados" pela CESE e, portanto, a maior pagadora daquela contribuição.

secretário de Estado da Energia EDP Manuel Champalimaud REN
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)