Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
1

Greve inédita pára Parlamento

Pela primeira vez na história da Assembleia da República os funcionários parlamentares avançaram para a greve. A porta principal do Parlamento ficou ontem encerrada todo o dia e as reuniões previstas foram canceladas. Mas alguns deputados optaram por adiantar trabalho nos seus gabinetes.
29 de Abril de 2010 às 00:30
Greve dos funcionários parlamentares levou ao cancelamento dos trabalhos na Assembleia da República
Greve dos funcionários parlamentares levou ao cancelamento dos trabalhos na Assembleia da República FOTO: Pedro Catarino

De acordo com o presidente do Sindicato dos Funcionários Parlamentares, João Nuno Amaral, a adesão à greve rondou os 96 por cento: "Estão a trabalhar menos de 20 funcionários, num total de 374." Em causa estão as novas regras de contratação, que segundo os funcionários prejudicam as condições de trabalho ao acabarem com o vínculo por nomeação.

"Com as novas regras a entrada será menos exigente, pois poder--se-á recrutar alguém com base unicamente no quadro curricular", disse João Nuno Amaral, que se mostrou satisfeito com a abertura do PS e do PSD para a criação de um estatuto específico que regule as carreiras e remunerações dos funcionários parlamentares.

Devido à paralisação dos funcionários, o Parlamento ficou praticamente parado. Alguns deputados optaram por adiantar trabalho nos seus gabinetes, mas a sessão plenária para debater o Estatuto do Aluno foi cancelada, assim como todas as reuniões das comissões parlamentares.

PORMENORES

NOVO ESTATUTO

PS e PSD estão disponíveis para criar o estatuto específico para regulamentar as carreiras e remunerações dos funcionários parlamentares. Mas enquanto o PSD é favorável à manutenção do vínculo por nomeação, o PS recusa abrir uma excepção à regra.

COMISSÃO DE INQUÉRITO

A greve dos funcionários levou ao adiamento da audição do administrador da PT Pacheco de Melo na comissão de inquérito ao negócio da PT-TVI prevista para ontem à tarde. Pacheco de Melo será ouvido hoje de manhã.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)