Barra Cofina

Correio da Manhã

Política

GUERRA NO PSD/LEIRIA

A concelhia do PSD de Leiria vai amanhã a eleições num clima pesado de confronto entre os dois candidatos à liderança, Teófilo Santos e Carlos Poço. A situação é de tal modo tensa que se fala na possibilidade de falsificação de assinaturas de militantes.
29 de Julho de 2004 às 00:00
A acusação parte de Teófilo Santos, que ameaça impugnar a lista adversária e instaurar um processo crime contra o actual presidente da concelhia do PSD, Olegário Angélico.
Os estatutos do PSD determinam que a capacidade eleitoral de um militante ocorre seis meses após a sua inscrição no partido, com a regularização no pagamento de quotas. No entanto, segundo Teófilo Santos, existem indícios da sede nacional do PSD ter colocado nos cadernos eleitorais um grupo de militantes, propostos pela concelhia de Leiria, cuja data de inscrição é de 8 de Janeiro de 2004, mas que só deu entrada na sede do partido a 16 de Julho último. E, uma vez que as eleições para a concelhia foram marcadas no dia 30 de Junho, não se verifica o cumprimento dos seis meses de inscrição, afirmou ao CM Teófilo Santos.
“Fui informado através de Lisboa que a lista tinha sido entregue apenas a 16 de Julho e que na listagem de votantes do dia 20 ainda não constavam os nomes dessa lista, mas no dia 21 foram colocados nos cadernos eleitorais”, afirmou, sublinhando que “pessoas da comissão política” lhe disseram que “a concelhia de Leiria nem reunião fez para deliberar sobre aceitação de novos militantes”.
Mais grave ainda é a possibilidade de haver falsificação de assinaturas. “Falei com algumas pessoas, cujo nome e número do Bilhete de Identidade constam na lista, que me disseram não ter assinado nenhuma inscrição. Alguém é responsável por isto. Vou entregar isto ao Ministério Público”, afirmou Teófilo Santos, que relaciona estes factos ao seu adversário, Carlos Poço.
Segundo Teófilo Santos pode ser coincidência, mas um dos nomes do novo grupo de militantes é o da mulher de Carlos Poço, Leonor Poço.
Em declarações ao CM, Carlos Poço afirmou que “isto é um assunto da competência da comissão política nacional, que tem de verificar se os militantes já têm ou não os seis meses de inscrição para votar”. “Estou cansado das acusações de Teófilo Santos”, salientou.
Contactada a sede nacional do PSD em Lisboa, Matos Rosa, secretário-geral adjunto do PSD, afirmou que “as eleições não se ganham na secretaria “ e que “são os militantes que votam”, acrescentando que o PSD é “muito rigoroso e intransigente” quanto à aceitação de novos militantes. Se algo não está correcto as fichas de inscrição são devolvidas”.
TEÓFILO SANTOS
Teófilo Santos é licenciado em Direito e exerce a sua profissão em Leiria. Nasceu em 1951 e é casado. A sua carreira profissional inclui a consultadoria jurídica em várias empresas e associações empresariais, além de ser administrador, gerente, presidente da Assembleia Geral e membro do Conselho Fiscal em diversas sociedades. No plano político, foi deputado municipal eleito pelo PSD. Nas presidenciais de 2001, foi mandatário distrital da campanha de Ferreira do Amaral e mandatário distrital nas eleições autárquicas. Foi mandatário distrital da campanha da candidatura de Cavaco Silva. Sabe-se que tem o apoio do líder da distrital do PSD, José António Sousa e Silva.Teófilo é também advogado de Carlos Poço.
CARLOS POÇO
Licenciado em Engenharia Mecânica, Carlos Poço nasceu em 1957, é casado e tem três filhos. No plano profissional, é Presidente do Conselho de Administração Geral da EIP, Equipamentos Industriais Poço, SA, desde Novembro de 1991. Desempenhou funções como assessor da Câmara de Leiria no pelouro do Desenvolvimento e Ambiente, entre 1994 e 1997. O seu percurso político inclui uma desistência de candidatura à Concelhia de Leiria do PSD em 1995, a favor de José António Silva. No mesmo ano, no Congresso do PSD no Coliseu, integrou a lista de Santana Lopes para o Conselho Nacional. Tem o apoio de Isabel Damasceno, autarca de Leiria. A filha é assessora de Damasceno, é líder da JSD de Leiria e é casada com João Moura, deputado na Assembleia da República eleito pelo círculo eleitoral de Santarém.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)