Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
8

Guilherme Pinto candidato à liderança da federação PS/Porto

O presidente da Câmara de Matosinhos, Guilherme Pinto, assumiu segunda-feira a disponibilidade para se candidatar à liderança da federação do PS/Porto, num "serviço que deve ser prestado ao Norte e ao distrito", por um "Porto liderante".
14 de Fevereiro de 2012 às 09:14
Guilherme Pinto admite concorrer
Guilherme Pinto admite concorrer FOTO: d.r.

À margem da reunião da comissão política distrital do PS/Porto, órgão que dirige, Guilherme Pinto foi questionado pela Agência Lusa sobre a possibilidade de se candidatar às próximas eleições para a federação socialista, estrutura que desde a demissão de Renato Sampaio, em julho de 2011, está sem presidente, tendo a liderança sido assumida pelo secretariado, que escolheu Mário Mourão como coordenador.

"Do ponto de vista pessoal, sempre disse que queria ver se havia pessoas disponíveis para formatarem um projeto de um Porto liderante. (...) Verifico com muito agrado que são cada vez mais os meus camaradas que estão de acordo comigo e que têm vindo comigo a fazer esse projeto comum", declarou.

Explicando que "propositadamente" entendeu que "só devia começar a falar com as pessoas a partir do momento em que se começasse a antever um tempo eleitoral", o presidente da comissão política distrital do PS/Porto explicou que o projecto é por si "corporizado" apenas "porque entenderam que era a pessoa que, neste momento, estava em melhores condições de o fazer, quer do ponto de vista político, quer do ponto de vista pessoal".

Salientando que "não é uma questão pessoal" nem uma "ambição de pequenino", para Guilherme Pinto "este é um serviço que deve ser prestado ao Norte e ao distrito", só estando "disponível na exata medida" em é "um projecto aliciante e diferente".

"Quando for aberto o período eleitoral cá estaremos num debate que tenho a certeza que vai ser elevado, para explicar aos militantes ao que vimos, ao que nos propomos e tenho a certeza que vamos conseguir entusiasmar os socialistas do distrito", antecipou.

O outro nome apontado internamente para encabeçar uma candidatura à liderança do PS/Porto é o do presidente da Câmara de Baião e membro do secretariado nacional, José Luís Carneiro, que nas últimas eleições concorreu contra Renato Sampaio.

Em Setembro, aquando da sua integração do Secretariado Nacional do PS, em declarações à Agência Lusa, José Luís Carneiro admitiu renunciar, a prazo, ao seu mandato para se recandidatar à liderança da federação socialista do Porto, tendo afirmado então: "o meu compromisso com o Porto mantém-se".

Guilherme Pinto, questionado pela Agência Lusa sobre as possíveis vantagens para o partido de uma candidatura única nas próximas eleições, foi perentório: "as unidades constroem-se a partir de projectos, não se constroem a partir de personalidades".

"O problema que está colocado no PS/Porto é que, porventura, nem todos estão preocupados com a dimensão do projecto, haverá alguns que estarão convencidos que a sua personalidade é mais capaz do que a personalidade vizinha para liderar o PS/Porto", condenou.

Os congressos distritais para a eleição de novos dirigentes deveriam ocorrer em Outubro, mas o secretário-geral do PS, António José Seguro, pretende que os mesmos se realizem entre Maio e o Verão para preparar as autárquicas de 2013

PS Matosinhos Seguro Guilherme Pinto Federação
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)