Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
3

GUTERRES LANÇA APELO GLOBAL

O XXII Congresso da Internacional Socialista (IS) começa hoje, em São Paulo, Brasil, com a reeleição do seu presidente, António Guterres, garantida. O presidente do Brasil, Lula da Silva, que completa hoje 58 anos e comemora o primeiro aniversário da sua eleição, abrirá os trabalhos, mas as atenções estarão viradas para o discurso do ex-primeiro-ministro português.
27 de Outubro de 2003 às 00:00
Segundo apurou o Correio da Manhã, António Guterres vai lançar um apelo à criação de um conselho das Nações Unidas para o desenvolvimento em paralelo com o Conselho de Segurança, destinado a desenvolver o papel que, na sua óptica, era susposto o G-8 desempenhar. Guterres fará também um apelo aos interlocutores da IS para formarem uma grande coligação internacional contra os partidos neoconservadores, que funcionam numa lógica de sacralização do mercado e seguem a lei do mais forte.
O ex-primeiro-ministro vai defender que “a IS deve ser a força impulsionadora de uma clara coligação global para uma nova ordem mundial”. Dirá ainda que é necessário um novo multilateralismo ao serviço da paz e segurança da democracia e dos Direitos do Homem, do desenvolvimento sustentável e da justiça social.
Para Guterres, esta “é uma nova resposta à ideologia neoliberal, à agenda política neo-conservadora e à lógica do unilateralismo que sacraliza o mercado mesmo com o sacrifício da pessoa humana e procura desmantelar ou enfraquecer o sistema das Nações Unidas, as organizações internacionais de regulação e o direito internacional e em que a lei é a vontade do mais forte”.
TEMAS EM DISCUSSÃO
REELEIÇÃO
António Guterres será reeleito, na quarta-feira, presidente da IS, já que não há outro candidato. As vice-presidências também não oferecem problema, pois mantêm-se quase todos, entra só Tabo Mbeki, da Africa do sul.
FÓRUM SOCIAL
O ex-primeiro-ministro vai estar presente na próxima reunião do Fórum Social Mundial (FSM) em Bombaím, Índia, no início do próximo ano. Trata-se de uma aproximação da IS e FSM quanto aos objectivos.
MERCOSUL
A IS vai reforçar a cooperação ao nível do Mercosul. Além do acordo com o Partido Trabalhadores (PT) do Brasil, pondera-se a possibilidade da constituição de uma coordenadora de partidos socialistas do Mercosul.
CARLOS CÉSAR PRESIDENTE DAS REGIÕES
Como não podia deixar de ser, o Partido Socialista português está representado no XXII Congresso da Internacional Socialista ao mais alto nível. A delegação do PS é composta pelo próprio secretário-geral, Ferro Rodrigues; pela responsável das Relações Internacionais, Ana Gomes; e ainda pelo líder do PS-Açores, Carlos César.
Aliás, o presidente do Governo regional dos Açores é uma estrela em ascensão, tanto em Portugal, como no estrangeiro.
De facto, segundo apurou o Correio da Manhã, o presidente do Governo Regional dos Açores vai ser eleito presidente das Regiões Ultraperiféricas da União Europeia, em Martinica, no próximo dia 30. A sua presença no congresso da IS significa o reforço da sua capacidade de intervenção internacional. Carlos César, segundo apurou o nosso jornal, vai encontrar-se com Ken Wollack, presidente da fundação do Partido Democrata dos EUA, o partido do ex-presidente Bill Clinton.
Quanto à presença de Ferro Rodrigues, apenas foi revelado que fará hoje, na sessão de encerramento da primeira reunião do Congresso, uma intervenção num dos painéis sobre a reforma das Nações Unidas.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)