Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
1

Guterres na segunda volta

O antigo primeiro-ministro António Guterres passou à segunda fase da selecção para o cargo de Alto Comissário das Nações Unidas para os Refugiados, reunindo-se com secretário-geral, Kofi Annan, entre os dias 16 e 20 deste mês, para uma entrevista decisiva.
7 de Maio de 2005 às 00:00
Guterres reúne-se entre os dias 16 e 20 com Kofi Annan
Guterres reúne-se entre os dias 16 e 20 com Kofi Annan FOTO: d.r.
A esta segunda fase passaram ainda o francês Bernard Kouchner, o tunisino Kamel Morjone (ambos apontados como os favoritos), o dinamarquês Soren Jenssen-Petersen e o australiano Gareth Evans.
A selecção para a ‘short list’ de cinco elementos, embora estivesse previsto que dos oito candidatos apenas passassem três, deixou António Guterres “moderadamente optimista” quanto à possibilidade de ser o escolhido, revelou uma fonte do gabinete do presidente da Internacional Socialista à Lusa.
José Sócrates já manifestou a sua satisfação com a escolha do ex-primeiro-ministro português para a fase final de selecção: “Sou um fã da candidatura de António Guterres”. O primeiro-ministro, à margem da sessão de relançamento do ‘Fórum Novas Fronteiras’, considerou ainda que “a candidatura de António Guterres honra e prestigia Portugal e é aquela que melhor serve os interesses das Nações Unidas e do Mundo”, assegurando que vai continuar a desenvolver “todos os esforços diplomáticos” para somar apoios ao candidato português.
Por sua vez, o ministro dos Negócios Estrangeiros, Freitas do Amaral, que anun-ciou a selecção de António Guterres para a fase final, já afirmou esperar o apoio do Brasil, país onde se encontra em visita oficial.
Além do Executivo português, António Guterres conta com os apoios do primeiro-ministro espanhol, José Luiz Zapatero, e do chefe de Governo timorense, Mari Alkatiri. No processo de selecção já ficaram pelo caminho a italiana Ema Bonino, o sueco Hans Dahlgren e o belga Mark Verwilghen.
Ver comentários