Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
8

Históricos abandonam AR

Figuras com presença política há décadas.
18 de Julho de 2015 às 09:37
Mota Amaral, aqui com Jorge Sampaio, é uma das figuras que vai abandonar a Assembleia
Mota Amaral, aqui com Jorge Sampaio, é uma das figuras que vai abandonar a Assembleia FOTO: Pedro Catarino
No final desta legislatura, serão vários os deputados a abandonar a Assembleia da República, alguns dos quais figuras com presença política há décadas e que definem o seu período no parlamento como de defesa do interesse nacional.

Entre os deputados mais emblemáticos que já se sabe que não regressarão ao parlamento após as legislativas deste ano encontram-se, por exemplo, o antigo Presidente da Assembleia da República Mota Amaral (PSD), o ainda vice-presidente do parlamento Guilherme Silva (PSD), a ex-presidente do PS, Maria de Belém, o antigo líder do CDS-PP Ribeiro e Castro e o fundador do Bloco de Esquerda (BE) Luís Fazenda.

O madeirense Guilherme Silva começa por revelar à agência Lusa que o "exercício mais difícil" que um deputado tem na Assembleia da República é a "conciliação" entre o ser eleito por um círculo regional, e ter de estar atento e cuidar dos interesses da região, e o interesse nacional e partidário da força política que o sustenta.

"No caso dos deputados das regiões autónomas é óbvio que essa situação ganha uma acentuação diferente", prosseguiu, dizendo que o conforta a "consciência e convicção" de que "em nenhuma ocasião" assumiu a defesa da região autónoma da Madeira "em termos de não conciliação com o interesse nacional".

Dos novos parlamentares que cheguem em breve à Assembleia da República, Guilherme Silva - deputado desde finais da década de 1980 - reclama um entendimento de que "há realmente uma disciplina partidária" mas que "um espaço próprio que a Constituição reserva à livre decisão dos deputados" não pode ser ignorado.

Históricos AR
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)