Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
3

HORÁRIO DAS URNAS NÃO SE ALTERA

O PSD e o CDS-PP recusaram ontem o agendamento de um projecto do PS para prolongar o horário de funcionamento das mesas de voto das 19h00 para as 22 horas, nas eleições para o Parlamento Europeu.
5 de Maio de 2004 às 00:00
Em conferência de líderes, as bancadas da maioria alegaram que, mesmo que o projecto do PS fosse agendado – e eventualmente aprovado pela Assembleia da República – no fim deste mês, a nova lei apenas entraria em vigor em Junho, a poucos dias do acto eleitoral para o Parlamento Europeu (dia 13).
Segundo o líder da bancada socialista, António José Seguro, ao apresentar este projecto de lei, “o PS pretendeu dar um contributo para o combate à abstenção”. “Nas últimas semanas, procurámos um consenso com as outras forças políticas, mas, perante a ausência de qualquer resposta, o PS avançou com a sua própria iniciativa legislativa, que apenas foi recusada pela maioria”, referiu António José Seguro.
Justificando os motivos que levaram a maioria a não dar o seu consenso ao agendamento do diploma do PS, o presidente do grupo parlamentar do PSD, Guilherme Silva, referiu que o projecto de lei dos socialistas “incidia sobre uma matéria delicadíssima”.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)