Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
2

Investigação em Belém

O presidente da Câmara de Lisboa, António Costa, convidou ontem os cabeças de lista das várias forças partidárias da autarquia para almoçar e surpreendeu-os com a presença da presidente da Fundação Champalimaud, Leonor Beleza, que anunciou a intenção de abrir um centro de investigação na zona ribeirinha da capital.
4 de Outubro de 2007 às 00:00
Leonor Beleza almoçou ontem com António Costa e com os vereadores da Câmara de Lisboa
Leonor Beleza almoçou ontem com António Costa e com os vereadores da Câmara de Lisboa FOTO: José Barradas
O encontro decorreu numa pausa, para almoço, da reunião do executivo, que ontem se assinalou. Para surpresa de todos – excepto António Costa e Carmona Rodrigues, presidente cessante – Leonor Beleza deu a conhecer o trabalho que está a de-senvolver para instalar um centro de investigação científica na área da Saúde nos terrenos da antiga DocaPesca, em Pedrouços (Belém), que está sob administração da APL (Administração do Porto de Lisboa).
Os termos da cedência dos terrenos em causa ainda não estão definidos, mas já foram alvo de negociações entre o Governo e o anterior executivo camarário. Segundo Carmona Rodrigues, “não está prevista a cedência gratuita dos terrenos”.
O plano deverá ser apresentado pelo arquitecto Charles Correia – um indiano de ascendência goesa, responsável pela sede do Massachusetts Institute of Technology (MIT) nos EUA – já no dia 16 de Outubro na Câmara de Lisboa.
Para além do centro de investigação, a construção prevê uma zona de espaço público, jardins e um anfiteatro aberto e virado para o rio Tejo.
As previsões para a conclusão do centro apontam para 2010.
CÂMARA APROVA SANEAMENTO
A Câmara de Lisboa aprovou ontem o plano de saneamento financeiro, que implica um empréstimo de cerca de 500 milhões de euros. No texto final apenas foi alterada uma alínea, sob proposta do BE, tendo ficado acordado que a redução prevista de 30 por cento no valor das avenças, “não resultará de qualquer despedimento de trabalhadores precários“. “A redução na despesa não se faz contra os trabalhadores” defendeu Sá Fernandes, adiantando que “só a integração dos verdadeiros contratos de trabalho – perto de 700 – na autarquia representa uma redução de 10 por cento nas despesas” da Câmara de Lisboa.
APONTAMENTOS
CHEFE DE GABINETE
Graça Fonseca, chefe de gabinete do presidente da Câmara Municipal de Lisboa, António Costa, vai deixar o cargo. Segundo apurou o CM, esta saída prende-se com incompatibilidades entre a chefe de gabinete do presidente e o vice-presidente, Marcos Perestrello. Graça Fonseca deverá ser substituída por Armando Rafael, ex-jornalista do ‘Diário de Notícias’.
SEARA SUSPENDE
Gabriela Seara vai trabalhar durante um ano para Angola. A vereadora da Câmara Municipal de Lisboa, eleita pela lista do candidato independente Carmona Rodrigues, ‘Lisboa com Carmona’ pediu a suspensão do seu mandato na autarquia. Nos próximos tempos, vai substitui-la no cargo de vereadora, José Pedro Ascenção, o nome seguinte na lista que se candidatou com Carmona Rodrigues.
SETE HORAS REUNIDOS
Depois de uma maratona de sete horas em reunião ordinária, António Costa e os vereadores das diferentes forças partidárias na Câmara Municipal de Lisboa voltaram a juntar-se, após um breve intervalo, para uma sessão extraordinária que teve por objectivo discutir a questão da zona ribeirinha da capital. O encontro prolongou-se noite adentro.
Ver comentários