Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
3

Irmãos de Louçã e 23 outros militantes abandonam Bloco de Esquerda

Militantes descontentes criticam a perda de identidade do partido.
12 de Fevereiro de 2019 às 21:20
Catarina Martins
Catarina Martins
Catarina Martins
Catarina Martins
Catarina Martins
Catarina Martins
Catarina Martins
Catarina Martins
Catarina Martins
Mais de duas dezenas de militantes do Bloco de Esquerda (BE), apresentaram esta terça-feira, 12 de fevereiro, o pedido de desvinculação do partido e enviaram uma carta à Mesa Nacional onde criticavam o rumo que o partido tomou nos últimos anos. 

A missiva, citada pelo jornal i, inclui a assinatura de dois irmãos de um dos fundadores do partido e antigo coordenador Francisco Louçã: Isabel Maria Louçã e João Carlos Louçã.

"Resolvemos deixar o Bloco porque não podemos ignorar o caminho de institucionalização dos últimos anos que transformaram o partido, de instrumento de luta política, num fim em si mesmo", referem os militantes na carta em que se desfiliam do partido. No entender dos assinantes, o BE perdeu a identidade e o "pensamento crítico". 

Os críticos dizem ainda que o partido desistiu de uma das suas bandeiras, a reestruturação da dívida, cita o jornal diário.    

Outra das críticas apresentadas refere-se à atuação perante a situação no bairro da Jamaica, no Seixal.

Os assinantes consideram que o Bloco de Esquerda "coloca-se no lado errado do combate antirracista e perde espaço junto de uma geração que perdeu o medo e que trava os combates decisivos do nosso tempo" ao ocultar o "racismo sistémico das forças de segurança e dos agentes do Estado".
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)