Barra Cofina

Correio da Manhã

Política

Isaltino avança com petição a Mendes

Isaltino Morais foi ontem recebido em Algés com ‘onda laranja’ de bandeiras e cachecóis como se de uma verdadeira campanha social-democrata se tratasse.
30 de Abril de 2005 às 00:00
Isaltino Morais tem esperança que Marques Mendes reconsidere sobre a sua candidatura
Isaltino Morais tem esperança que Marques Mendes reconsidere sobre a sua candidatura FOTO: Vitor Mota
O PSD está visivelmente dividido, com a secção de Oeiras a apoiar Isaltino Morais e a secção de Algés a defender a decisão de Marques Mendes. A polémica atingiu também, Câmara com a demissão do seu vice-presidente, José Neno.
Isaltino Morais apresentou ontem formalmente a sua candidatura à Câmara de Oeiras, embora esteja a reunir assinaturas para enviar, juntamente com uma petição, a Marques Mendes. O objectivo é claro: fazer o líder do PSD recuar na sua decisão. “Espero que a liderança do PSD venha, a tempo útil, reconsiderar quanto a esta candidatura e tome uma decisão que esteja consentânea com os seus militantes e estruturas base”, sublinhou.
Caso Marques Mendes não ceda, as assinaturas serão assim aproveitadas para a apresentação da candidatura do ex-autarca, uma vez que são precisas quatro mil.
A apresentação foi marcada por ataques a Marques Mendes e à gestão da Câmara de Oeiras. “Antes de se fazerem ameaças de expulsão, o líder do PSD deverá ser o primeiro guardião da Constituição do PSD, e foi o primeiro a violá-la”, afirmou Isaltino, acrescentado que Marques Mendes “não está a cumprir os procedimentos estatuários a que está obrigado e por isso a incorrer em comportamento passível de censura política e de penalização estatuária”.
Isaltino Morais deixou mesmo um aviso: “Solicitarei ao Conselho de Jurisdição Nacional que aprecie o comportamento ilegal, anti-estatuário e prepotente do presidente do PSD”. Isto depois de garantir que não vende a “dignidade por preço nenhum”, recusando candidatar-se por outra câmara.
No final, Isaltino Morais deixou claro que é “um candidato social-democrata”, justificando-se com o “apoio dos militantes”.
VICE-PRESIDENTE DEMITE-SE
José Neno demitiu-se ontem do cargo de vice-presidente da Câmara Municipal de Oeiras (CMO) em solidariedade para com Isaltino Morais. Para o substituir, a presidente da CMO, Teresa Zambujo, nomeou José Eduardo Costa, vereador do Ambiente, que entra hoje mesmo em funções.
Segundo apurou o CM, os restantes vereadores lamentaram a decisão de José Neno e, na próxima semana, vão reunir-se em sessão de Câmara para tomarem uma posição conjunta. O nosso jornal pode desde já adiantar que os vereadores estão ao lado de Teresa Zambujo, candidata do PSD à autarquia.
Como se esperava, a polémica está a dividir o PSD de Oeiras. A Comissão Política da secção de Algés, liderada por Paulo Vistas e à qual pertence José Neno, demitiu-se anteontem em bloco.
Assim, secção de Oeiras colocou-se ao lado de Isaltino Morais e a secção de Algés – uma das maiores secções do PSD- mantém o apoio a Teresa Zambujo. O presidente da secção de Algés, Amara Lopes, posiciona-se como futuro número dois de Teresa Zambujo se esta vencer as autárquicas.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)