Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
8

Isaltino pondera escrever livro

Ex-autarca pode editar obra com memórias da prisão da Carregueira, onde perdeu 21 kg.
26 de Junho de 2014 às 08:01
n Isaltino Morais com o filho mais novo, Afonso, numa esplanada em Oeiras
n Isaltino Morais com o filho mais novo, Afonso, numa esplanada em Oeiras FOTO: Pedro catarino

Isaltino Morais perdeu 21 quilos em 426 dias de prisão, e o primeiro dia de liberdade foi aproveitado ontem, logo pela manhã, para beber um café, fumar uma cigarrilha e ler jornais. Sobre o futuro, o ex-autarca admite vir a escrever um livro sobre a passagem pelo Estabelecimento Prisional da Carregueira.

Acompanhado do filho mais novo, Afonso, Isaltino admitiu que poderá escrever as memórias de encarceramento como "testemunho" e numa perspetiva pedagógica. "A prisão tem uma coisa extraordinária, que são os presos, não é?", desabafa, depois de já ter mexido o café, com açúcar, sob o olhar atento do filho.

Na prisão, onde cumpriu mais de um ano da pena por branqueamento de capitais e fraude fiscal, Isaltino diz que fez amigos, encontrou pessoas "arrependidas" e refletiu, pois tinha "momentos de sobra".

Recebeu 1300 cartas e admite que cometeu erros porque "só não comete erros quem não trabalha". Já não tem roupa que lhe sirva, porque o exercício físico e a repetição das ementas na prisão lhe tiraram 21 quilos: "É o "Spa da Carregueira", brinca.

política isaltino político prisão julgamento liberdade
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)