Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
8

Jardim limita vagas para imigrantes

O Governo Regional da Madeira, liderado por Alberto João Jardim limitou para vinte o número de trabalhadores extracomunitários que as empresas do arquipélago podem contratar em 2009.

18 de Fevereiro de 2009 às 00:30
Alberto João Jardim
Alberto João Jardim FOTO: Homem de Gouveia

"Todos os anos, a legislação nacional, nem sequer é a regional, determina e fixa o número de trabalhadores que se pode admitir para trabalhar em Portugal", começou por explicar. Segundo Jardim, "o que está acordado é a Região, igualmente em função da natureza do seu território e dimensão da situação do mercado de trabalho, também, tal como o faz o País a nível global, fixar a quota regional. Não há drama nenhum, não há nada de especial".

Confrontado com a crítica da Associação SOS – Racismo que classificou a medida do Governo Regional de "xenófoba", Jardim ripostou: "Sei lá o que é isso de SOS, devem ser mais alguns que vivem à custa do contribuinte."

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)