Barra Cofina

Correio da Manhã

Política

Jerónimo de Sousa acusa Governo de "contradições cada vez mais patentes"

Secretário-geral do PCP acredita que ainda "não se devem mandar foguetes" pelo conseguido.
10 de Junho de 2017 às 07:30
Jerónimo de Sousa
Jerónimo de Sousa FOTO: Lusa
O secretário-geral do PCP afirmou, em Alpiarça, que são "cada vez mais patentes" as contradições do Governo socialista, que se pauta por "orientações políticas de direita" nas questões "mais estruturantes" para o país.

Jerónimo de Sousa, que na sexta-feira à noite participou na apresentação dos cabeças de lista da CDU aos órgãos autárquicos de Alpiarça nas eleições de 1 de outubro, numa sessão que reuniu várias centenas de pessoas no largo dos "Águias", afirmou que a resposta aos problemas dos portugueses "continua muito limitada" pelas opções do Governo socialista.

"E isso é uma preocupação e uma inquietação que não podemos deixar de lamentar. As contradições estão cada vez mais patentes e têm reflexos cada vez mais evidentes nas decisões que se impunham para dar novos e mais decididos passos na reposição de rendimentos e direitos dos trabalhadores e das populações e para a concretização de novos avanços na solução dos problemas nacionais", afirmou o líder comunista.

Para Jerónimo de Sousa, cujo partido apoia o executivo socialista no parlamento, há ainda muito por fazer para "repor as condições de vida perdidas nos últimos anos", por isso não se pode "mandar foguetes pelo que foi conseguido".

O secretário-geral do PCP afirmou não poder haver dúvidas de que os direitos dos trabalhadores "são parte integrante de qualquer política de esquerda", acusando o PS de andar "mal nesta matéria" ao "encostar-se ao PSD e ao CDS, desrespeitando assim o espírito e a letra da Constituição da República portuguesa".
Ver comentários