Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
8

Jorge Lacão bate o pé

Jorge Lacão, secretário de Estado da Presidência do Conselho de Ministros, não gostou do lugar que lhe foi atribuído na Comissão Nacional, eleita no congresso do PS em Santarém. O dirigente manifestou o seu desagrado à direcção quando foi convidado para o 107.º lugar do órgão máximo entre congressos. O próprio acabou por confirmá-lo ao CM, realçando que manifestou o seu desagrado, tendo em conta “o percurso feito no partido”, mas que aceitou a explicação de quem fez as listas e o problema foi superado.
26 de Novembro de 2006 às 00:00
Jorge Lacão protestou contra o lugar que lhe foi atribuído na Comissão Nacional do PS em congresso
Jorge Lacão protestou contra o lugar que lhe foi atribuído na Comissão Nacional do PS em congresso FOTO: Natália Ferraz
Segundo Jorge Lacão foi-lhe transmitido que houve “um lapso na elaboração da lista”, e que por isso considerou que a direcção agiu de “boa-fé”. Quanto às informações recolhidas pelo CM, junto de três fontes do PS, de que teria ameaçado sair do cargo que ocupava no Governo, Lacão é muito claro: “Desminto peremptoriamente.” Até porque não mistura partido e Governo, assegurando o total “empenhamento” no Executivo.
Em congresso, o líder, José Sócrates, fez questão de o elogiar: “Saúdo todos os dirigentes do distrito e quero destacar um dos militantes mais qualificado e mais prestigiado (...) e que tanto me tem ajudado no Governo. O camarada Jorge Lacão.” Hoje reúne-se a Comissão Nacional do PS para eleger a Comissão Política e o Secretariado Nacional. Para este último órgão partidário, o mais restrito, não deverá haver grandes novidades. Augusto Santos Silva substitui Jorge Coelho. Que pediu para sair, tendo já renunciado ao mandato de deputado.
Ana Paula Vitorino, António Costa, Idália Moniz, Edite Estrela, Luís Amado, Marcos Perestrello, Pedro Silva Pereira, Vieira da Silva, José Lello, entre outros, deverão manter-se. Vitalino Canas permanecerá como porta-voz do partido, apesar de ter solicitado a sua saída e deverá também integrar o Secretariado.
De realçar que parte das federações distritais do partido não integram a Comissão Política.
SEGURO ESTÁ NA COMISSÃO POLÍTICA DO PS
Na Comissão Nacional do PS que hoje se reúne para eleger a Comissão Política do partido e o Secretariado Nacional, o líder socialista, José Sócrates, anunciará as suas escolhas para os dois órgãos partidários. António José Seguro, actualmente responsável pela coordenação da reforma do Parlamento pedida pela sua bancada, integra a Comissão Política.
Seguro, ex-líder parlamentar, também foi eleito para a Comissão Nacional no congresso em Santarém, depois de se ter mantido afastado no primeiro ano e meio de mandato do Governo.
Neste órgão partidário também estará Luís Amado, ministro do Estado e dos Negócios Estrangeiros, que por lapso não foi incluído na Comissão Nacional, Paulo Pedroso, Laurentino Dias , Miguel Coelho e José Magalhães também devem integrar a lista.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)