Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
4

José Manuel Coelho "troca" PND por Partido Trabalhista

O ex-candidato à Presidência da República José Manuel Coelho anunciou esta sexta-feira a sua ruptura com o PND-Madeira, que acusa de defender "princípios reaccionários", e a sua filiação no Partido Trabalhista Português (PTP).
11 de Março de 2011 às 13:18
José Manuel Coelho obteve 4,51 por cento dos votos nas Presidenciais
José Manuel Coelho obteve 4,51 por cento dos votos nas Presidenciais FOTO: José António Rodrigues

"O PND não se adapta aos ideais que defendemos (...). Nós defendemos  os ideais de Abril, o artigo número um da Constituição (...) e não é isso que o PND defende. O que eles defendem é um princípio completamente oposto ao nosso, que é o de o Estado Social ser substituído pelo Estado arbitral. Ora, é um princípio reaccionário que não aceitamos", disse, em declarações à agência Lusa.

Para o ex-candidato presidencial, a manutenção no PND-M tornou-se insustentável porque, salientou, "eles não querem arrepiar caminho e além disso não aceitam mais militantes".

"Não temos condições de trabalhar num partido assim. Pela minha parte sou um revolucionário de Abril, sou um soldado de Abril, ajudei a fazer este regime e não vamos agora de cavalo para burro", enfatizou.

"Durante este tempo todo andaram a dizer que já não eram um partido  de direita, que eram uma associação de cidadãos, uma associação cívica, mas isso foi só ‘para inglês ver’. Agora viram o bico ao prego, dizem que são de direita, que não gostam de comunistas, do 25 de Abril (...) Ora, isso é inaceitável", acrescentou.


No entender de José Manuel Coelho, ao invés, as "conquistas de Abril  têm de ser ampliadas". "Estarmos numa fase de desenvolvimento superior  e não podemos passar para uma fase inferior", disse.

"Vou para o Partido Trabalhista, gosto da carta de princípios que eles defendem, mas ainda acho que aqueles princípios têm que ser aperfeiçoados", acrescentou. A filiação no Partido Trabalhista deverá acontecer "dentro de dias".

"Vou-me inscrever no partido, tornar-me militante. Eu era militante  do PCP, mas como deixei de pagar quotas e eles também me puseram na prateleira por algumas críticas que eu fiz, já não estou vinculado ao PCP, posso-me  inscrever no Partido Trabalhista", adiantou.

Nas eleições Presidenciais de 23 de Janeiro, José Manuel Coelho obteve 4,51 por cento dos votos, de acordo com o mapa final de resultados.

josé manuel coelho candidato pnd partido trabalhista
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)