Barra Cofina

Correio da Manhã

Política

José Rondão arguido

O presidente da Câmara Municipal de Elvas, José Rondão Almeida, foi na segunda-feira constituído arguido na sequência de um processo relacionado com a atribuição em Dezembro de 2002 de um subsídio de cinquenta mil euros a um clube local que na altura devia ao Fisco. O caso, denunciado por um anónimo, levou ainda o Departamento de Acção e Investigação Penal (DIAP) a constituir como arguido o chefe de divisão financeira da autarquia, Paulo Dias.
23 de Março de 2007 às 00:00
Segundo o CM apurou, a queixoso alega que o clube O Elvas terá utilizado a verba, com conhecimento do executivo municipal, para pagar uma dívida ao Fisco até final desse mês, altura em que terminava uma medida excepcional do Governo de perdão de juros a instituições e particulares.
“O DIAP decidiu constituir-me arguido, bem com o chefe da divisão financeira, com base numa denuncia anónima referente à atribuição de cinquenta mil euros votada por unanimidade em reunião de Câmara do dia 26 de Dezembro de 2002 ao clube amador O Elvas”, referiu ao CM o edil, que devido às quatro maiorias absolutas conquistadas nas eleições autárquicas viu o seu nome figurar em alguns dos espaços públicos do concelho, como o coliseu e o parque de estacionamento subterrâneo.
Rondão Almeida, que se diz “tranquilo e confiante no arquivamento deste processo”, garante que a verba continuará a ser atribuída ao clube. “Esse subsídio foi idêntico ao de 2001 e continuará a ser atribuído enquanto o clube mantiver as mais de duas centenas de crianças a praticar desporto e a ocupar os tempos livres”, disse.
Os vereadores do mandato anterior foram ilibados da acusação. Em declarações à impressa local mostraram “solidariedade” para com “os colegas do executivo constituídos arguidos”. Em comunicado a Comissão Política de Elvas, do PSD referiu que “seja qual for o resultado do processo, estes acontecimentos não deixam de manchar o bom-nome que se pretende para a edilidade e para o Concelho”.
PERFIL
José Rondão Almeida, 64 anos, é natural e residente em Elvas. Casado e pai de três filhas, entrou na Função Pública aos 22 anos como técnico administrativo. Foi chefe da administração escolar do Alentejo, delegado regional de Évora do Instituto da Juventude durante dez anos e vereador eleito pelo PS na Câmara Municipal de Évora em dois mandatos. É presidente da Câmara de Elvas desde 1993.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)