Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
9

Juncker elogia sentido de liderança de Durão Barroso

José Manuel Durão Barroso liderou o executivo comunitário nos últimos 10 anos.
30 de Outubro de 2014 às 08:27
Ex-presidente da Comissão Europeia, José Manuel Durão Barroso
Ex-presidente da Comissão Europeia, José Manuel Durão Barroso FOTO: François Lenoir/REUTERS

O presidente eleito da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, considera que Durão Barroso fez "grandes coisas" ao longo dos últimos 10 anos à frente do executivo comunitário, elogiando a sua liderança serena e pragmática em tempos de grandes mudanças.

Numa cerimónia de despedida de José Manuel Durão Barroso realizada esta semana em Bruxelas, o seu sucessor à frente da Comissão teceu rasgados elogios ao presidente cessante, sublinhando a forma como o antigo primeiro-ministro português presidiu aos destinos de uma União Europeia que se alargou de 15 para 28 Estados-membros, e que enfrentou graves crises e grandes desafios.


Lembrando que trabalhou de perto com Durão Barroso ao longo destes anos - como primeiro-ministro luxemburguês e, durante muitos anos, enquanto presidente do Eurogrupo -, Juncker começou por referir que a primeira crise surgiu logo em 2005, com a vitória do "não" ao Tratado Constitucional nos referendos na Holanda e em França, que viria a ser resolvida com o Tratado de Lisboa.


"Estava a teu lado nos referendos francês e holandês, no teu gabinete, que ocuparei em breve, o que não era minha intenção na altura", disse, arrancando risos à plateia, para de seguida, num tom mais sério, elogiar a "elegância", o "sentido de pragmatismo" e a "paciência" com que Durão Barroso enfrentou este e os muitos outros desafios que se lhe depararam ao longo dos últimos 10 anos.

Comissão Europeia Jean-Claude Juncker José Manuel Durão Barroso Bruxelas União Europeia
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)