Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
8

Líder da distrital de Setúbal do PSD declara apoio a Luís Montenegro

Bruno Vitorino apoiou Miguel Pinto Luz na disputa interna da liderança.
Lusa 12 de Janeiro de 2020 às 20:15
Luís Montenegro votou em Espinho
Luís Montenegro votou em Espinho
Luís Montenegro
Luís Montenegro votou em Espinho
Luís Montenegro votou em Espinho
Luís Montenegro
Luís Montenegro votou em Espinho
Luís Montenegro votou em Espinho
Luís Montenegro
O líder da distrital de Setúbal do PSD, Bruno Vitorino, que apoiou Miguel Pinto Luz na disputa interna da liderança, afirmou este domingo que Luís Montenegro terá o seu "voto empenhado" na segunda volta.

Em declarações à Lusa, Bruno Vitorino admite que "vai ser difícil, mas é possível" uma vitória do antigo líder parlamentar do PSD no próximo sábado e manifestou-se convicto de que Setúbal -- uma das duas estruturas em que Pinto Luz venceu, além de Lisboa -- irá "expressar uma vontade de mudança".

"Tenho a certeza absoluta de que, de forma esmagadora, isso irá acontecer numa segunda volta e que Setúbal irá expressar essa vontade de mudança", afirmou Bruno Vitorino.

O líder da distrital de Setúbal recordou que foi muito crítico em relação ao primeiro mandato do atual presidente, Rui Rio, tendo manifestado, por várias vezes, publicamente "profundas divergências em relação à estratégia e forma de agir e até de dividir o partido".

"Neste momento, a única opção que vejo em cima da mesa que representa uma mudança e alguém que pode unir o partido é de facto o Luís Montenegro, terá o meu apoio empenhado", afirmou.

O atual presidente do PSD, Rui Rio, venceu as eleições diretas de sábado com 49,44% dos votos expressos, segundo os resultados provisórios divulgados pelo Conselho de Jurisdição Nacional, mas não conseguiu a maioria absoluta, pelo que terá que disputar no próximo sábado (dia 18) uma segunda volta com Luís Montenegro, que obteve 41,26% dos votos.

O vice-presidente da Câmara Municipal de Cascais Miguel Pinto Luz ficou em terceiro, com 9,3%, e já assegurou que não irá manifestar apoio público a nenhum dos outros dois candidatos.

Bruno Vitorino considerou que as diretas do próximo sábado, dia 18, serão "uma nova eleição" e salientou que, além dos nove mil militantes que se abstiveram, houve "50,5% das pessoas que quiseram mudar", somando os votos de Luís Montenegro e Pinto Luz.

"Eu apoiei o Miguel Pinto Luz, que representava inovação, renovação e mudança. Não foi sufragado pelos militantes, não ganhou as eleições, respeitamos a escolha. Do ponto de vista prático, temos de tomar uma opção: a minha vai recair sobre o candidato que possa, naturalmente, representar uma mudança", justificou.

Em Setúbal, de acordo com os dados publicados no site do PSD, Miguel Pinto Luz venceu com 299 votos (36% do total), Luís Montenegro foi segundo com 292 (35,2%) e Rui Rio terceiro com 238 (28,7%).

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)