Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
8

Líder do PS acusa Passos Coelho de "inconsciência" social

O secretário-geral do PS, António José Seguro, acusou este sábado o primeiro-ministro de praticar uma política baseada na "inconsciência" social, lamentando que Pedro Passos Coelho não reconheça os problemas relacionados com o desemprego no país.
2 de Março de 2013 às 15:44

"Só quem não conhece a realidade e o sofrimento por que passam os portugueses, como o atual primeiro-ministro, é que pode dizer, perante o maior aumento do desemprego que nós conhecemos na história do nosso país, que esses dados estão em linha com as previsões do Governo", disse.

"Nunca vi tamanha inconsciência do ponto de vista social num governante no nosso país", declarou.

O secretário-geral do PS falava em Campo Maior, no distrito de Portalegre, no encerramento de um fórum intitulado "A Força da Família Socialista".

Para António José Seguro, as pessoas são a "razão" de os políticos envergarem na vida política, por isso, lamentou que o primeiro-ministro não escute os portugueses e que afirme que "tudo está bem".

"E só quem não ouve os portugueses é que pode dizer, como o atual primeiro-ministro, de que tudo está bem, que Portugal está na direção correta e que não é necessário fazer absolutamente nada.

António José Seguro explicou ainda aos militantes e simpatizantes do PS em Campo Maior as cinco medidas que o partido apresentou na Assembleia da República (AR) para combater a crise.

Antes de discursar no encerramento do fórum em Campo Maior, António José Seguro passou também pelo concelho alentejano de Arronches, onde contactou com a população e visitou o centro de bem-estar local, vocacionado para o apoio aos idosos.

desemprego antónio josé seguro PS primeiro-ministro inconsciência social
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)