Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
3

Líderes distritais negam pertencer à maçonaria

Pacheco Pereira disse que maçonaria domina as direções locais do partido.
Cristina Rita 13 de Novembro de 2016 às 09:36
Pacheco Pereira
Pacheco Pereira FOTO: José Coelho/Lusa
Vários dirigentes do PSD desmentiram ao CM, no seguimento das acusações desta semana do comentador televisivo e ex-dirigente Pacheco Pereira, que a maçonaria domine as distritais do partido. "É um disparate", sintetiza ao CM José Manuel Fernandes, eurodeputado e líder da distrital de Braga.

"Não sou maçon", começa por avisar, alegando que Pacheco Pereira "tem um pé noutro planeta". E aconselha o antigo dirigente a estudar o partido, "porque já não o conhece".

Miguel Pinto Luz, da distrital de Lisboa, diz que não pertence à maçonaria, mas o que mais lhe interessa realçar é que Pacheco Pereira não está há muito tempo nos órgãos do PSD.

Fontes do partido consideram que se tratou de um comentário "de bancada" que pode servir os interesses de Rui Rio, provável adversário de Pedro Passos Coelho.

De Aveiro, Salvador Malheiro afirma que "não tem qualquer ligação à maçonaria", o que é reforçado por Maurício Marques, do PSD de Coimbra.

Isto depois de terem surgido rumores de que a maçonaria tem cada vez mais membros no PSD, sobretudo na nova geração de políticos.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)