Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
6

Luz verde a inquérito

PSD e CDS tencionam avançar com nova comissão de inquérito à tragédia de Camarate que vitimou Francisco Sá Carneiro (PSD) e Adelino Amaro da Costa (CDS) em 1980.
5 de Dezembro de 2011 às 01:00
Nuno Magalhães e Luís Montenegro acertam agulhas
Nuno Magalhães e Luís Montenegro acertam agulhas FOTO: Vítor Mota

O último inquérito, promovido há um ano quando os líderes do PSD, Passos Coelho, e do CDS, Paulo Portas, se juntaram na Universidade Católica, foi interrompido devido à dissolução do Parlamento. Hoje, os dois partidos formam uma coligação, ainda que não se chame Aliança Democrática, como há 31 anos.

Ontem tiveram iniciativas em separado para recordar o então primeiro-ministro Sá Carneiro, fundador do PSD, e o ministro da Defesa, o centrista Adelino Amaro da Costa. Em causa está o apuramento de alguns factos do Fundo do Ultramar e a hipótese de atentado na origem a queda do avião que os transportava. O primeiro-ministro, Passos Coelho, foi o primeiro a admitir a a reabertura do inquérito se houver consenso no Parlamento.

O líder parlamentar do CDS, Nuno Magalhães, afirmou ao CM que o "CDS está disponível para retomar os trabalhos".

Luís Montenegro, líder parlamentar do PSD, e Nuno Magalhães, do CDS, já tinham debatido o assunto. 

CAMARATE SÁ CARNEIRO INQUÉRITO
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)