Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
4

Madeira reage a Santos Silva

Brazão de Castro, secretário regional dos Recursos Humanos na Madeira, afirmou no sábado que a futura lei que vai impedir a posse de jornais pelo Estado visa, em concreto, o ‘Jornal da Madeira’.
26 de Março de 2007 às 00:00
O secretário regional reagia às declarações do ministro dos Assuntos Parlamentares, Augusto Santos Silva, que negou que a futura legislação que vai impedir a posse de jornais pelo Estado se dirigia em especial à Madeira, onde um jornal é propriedade do Governo Regional, caso único em Portugal.
Santos Silva afirmou que “as leis são gerais e abstractas e nunca se dirigem a ninguém em especial”, referindo-se à proposta de lei, ainda em discussão, sobre a concentração da propriedade dos media.
“Se não é para o ‘Jornal da Madeira’, então o ministro que explique qual é a aplicabilidade dessa legislação”, ripostou Brazão de Castro, adiantando ainda que “o Governo Regional da Madeira está atento a estas coisas”. A propósito desta legislação, Alberto João Jardim considerou em Fevereiro passado que “o ‘Jornal da Madeira’ é uma guerra de regime”.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)