Barra Cofina

Correio da Manhã

Política

Madeirenses manifestam-se contra a situação financeira da ilha

O movimento Juntos Pelo Povo (JPP) realiza no domingo uma concentração aberta à participação do povo junto ao Mercado Municipal de Santa Cruz contra a situação financeira da Região Autónoma da Madeira.
23 de Setembro de 2011 às 11:23
Alberto João Jardim admitiu que a dívida da Madeira ascende a 5 mil milhões de euros
Alberto João Jardim admitiu que a dívida da Madeira ascende a 5 mil milhões de euros FOTO: Lusa

"É um movimento espontâneo, apartidário, uma espécie de mesa-redonda  alargada onde qualquer pessoa poderá participar e intervir segundo a sua  consciência", disse Élvio Sousa, dirigente do JPP.  

Este movimento, que nasceu nas redes sociais, tem como finalidade condenar  a situação financeira da Região designadamente as omissões nas contas públicas  que, segundo o presidente do Governo Regional, atingem os 5 mil milhões  de euros.  

"Queremos mostrar a nossa indignação por esta situação que terá efeitos  nefastos após o período eleitoral", disse.  

Outro objectivo é realçar o exemplo do concelho de Santa Cruz onde a  respectiva Câmara Municipal é a única na Região Autónoma da Madeira a apresentar  um executivo que não tem maioria absoluta do PSD-M, sendo composta por três  vereadores sociais-democratas, três do JPP e um do PS-M.  

"Queremos mostrar à população como é benéfica para a Madeira não haver  maiorias absolutas e que a situação exemplar na Camara é uma prova disso  e que isso contribui para o enriquecimento da democracia", referiu, numa  alusão aos 35 anos consecutivos de poder por parte do PSD-M.   

No domingo, uma hora depois e no Funchal, realiza-se igualmente uma  outra concentração com os mesmos objectivos resultante de um apelo nas redes  sociais por parte do geógrafo Raimundo Quintal, ex-vereador do Ambiente  da autarquia funchalense.  

Madeira protesto dívida Juntos Pelo Povo Santa Cruz Funchal
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)