Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
4

MAI quer CGTP a andar 15 km

Ministério quer ponte Vasco da Gama por motivos de segurança. Arménio Carlos, da CGTP, não concorda e diz que essa opção "não parece razoável".
13 de Outubro de 2013 às 08:14
O minsitério de Miguel Macedo diz que a ponte Vasco da Gama oferece melhores condições. Arménio Carlos não abdica da 25 de Abril
O minsitério de Miguel Macedo diz que a ponte Vasco da Gama oferece melhores condições. Arménio Carlos não abdica da 25 de Abril FOTO: Miguel Barreira

O braço de ferro entre o Governo e a CGTP conheceu um novo desenvolvimento. O Ministério da Administração Interna (MAI) propôs a utilização da ponte Vasco da Gama para a manifestação de 19 de outubro, mas a central sindical recusa e insiste na ponte 25 de Abril, até porque na primeira teriam que percorrer 15,2 km e na segunda apenas 3,8 km.

Ao CM, o líder da CGTP, Arménio Carlos, diz que tal solução "não parece razoável", até porque "está demonstrado que não há problemas de segurança [com a ponte 25 de Abril] que não sejam irresolúveis". E sublinha: "O direito à manifestação é legal e constitucional", assim como a "independência" da CGTP a convocar. Para já, diz, a manifestação está marcada para o local de origem, mas a CGTP ainda vai reunir de novo com o Miguel Macedo, ministro da Administração Interna, na próxima segunda-feira de tarde.

Um dos problemas é a distância. Entre as portagens da ponte Vasco da Gama e a primeira saída da ponte já do lado de Lisboa, vão 15,2 km. Se tivermos em conta o percurso na ponte 25 de Abril, nota-se que das portagens do lado de Almada até à primeira saída já em Lisboa são apenas 3,8 km.

O MAI, recorde-se, sugeriu a troca pela ponte Vasco da Gama por "motivos de segurança" depois de se aconselhar com o Conselho de Segurança da Ponte 25 de Abril e com a PSP. Ambos os organismos deram pareceres desfavoráveis à utilização da ponte 25 de Abril e preferem a Vasco da Gama.

CGTP manifestação ponte vasco da gama 25 de abril
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)