Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
5

MAI realça salvamento de mais de 700 vidas no mar Egeu pela Unidade Costeira da GNR

Ministro salientou ainda a "dimensão múltipla" da UCC da GNR.
Lusa 6 de Novembro de 2019 às 18:04
Eduardo Cabrita
Eduardo Cabrita
Eduardo Cabrita
Eduardo Cabrita
Eduardo Cabrita
Eduardo Cabrita
O ministro da Administração Interna considerou esta quarta-feira que a Unidade de Controlo Costeiro da GNR é o "espelho nobre dos melhores valores da solidariedade europeia", apontando as 700 vidas salvas por estes militares em 2019 no mar Egeu, Grécia.

Eduardo Cabrita, que discursava na comemoração do 11.º aniversário da Unidade de Controlo Costeiro (UCC) da GNR, que decorreu junto à Torre de Belém, Lisboa, realçou quer a ação desenvolvida para garantir a "segurança europeia", quer a afirmação da solidariedade europeia através do salvamento de vidas de migrantes entre a Turquia e a Grécia, no mar Egeu, mediante a intervenção de duas unidades navais.

O ministro salientou ainda a "dimensão múltipla" da UCC da GNR, indicando como áreas de atuação relevantes a salvaguarda de valores ambientais, o combate aos ilícitos fiscais e aduaneiros, a prevenção da criminalidade e o controlo das fronteiras externas da União Europeia (UE), a par da afirmação dos valores de coesão e solidariedade, onde tem "um papel decisivo".

Nos próximos anos, o ministro entende ser necessário aprofundar as funções da UCC da GNR e clarificar o seu relacionamento com outras estruturas do Estado, designadamente a Marinha portuguesa e a Polícia Marítima.

Tendo a UCC da GNR a responsabilidade do controlo costeiro, Eduardo Cabrita assinalou também o novo desafio que será a criação de uma Guarda Costeira Europeia, que deverá estar constituída até 2027 e juntar cerca de 10 mil efetivos, cabendo-lhes uma interligação com as diversas guardas costeiras nacionais.

"Este é um desafio que obrigará nos próximos anos a um aprofundamento e redefinição do papel desta unidade (UCC/GNR)", disse o titular da pasta da Administração Interna.

Durante a cerimónia usou também da palavra o Comandante da UCC, Maia Pires, que revelou que, nos últimos 12 meses, a UCC realizou 145.621 monitorizações de embarcações através do Sistema Integrado de Vigilância, Comando e Controlo, 320 monitorizações de embarcação por meio aéreo, 14.031 ações de vigilância discreta, 1.537 ações de controlo e abordagem a embarcações e 6.142 ações de fiscalização de atividades piscatórias.

Um total de 17.096 ações de controlo de mercadorias, 20.898 ações de controlo e prevenção de criminalidade transfronteiriça, 315 ações de prevenção ambiental e poluição marítima e 11 ações de busca e salvamento constam ainda da atividade da UCC nos últimos 12 meses.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)