Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
9

Maioria dos portugueses nunca ouviu falar de Paulo Raimundo, líder do PCP

Apenas 12,7% conheciam o político antes de se tornar o novo secretário-geral.
Andresa Pereira 29 de Novembro de 2022 às 01:30
Paulo Raimundo
Paulo Raimundo FOTO: António Pedro Santos/Lusa
Paulo Raimundo assumiu a liderança do PCP a 13 de novembro, substituindo Jerónimo de Sousa, mas a grande maioria dos portugueses não conhecia este nome antes de se tornar o novo líder dos comunistas.

Segundo o último barómetro da Intercampus para o Correio da Manhã, CMTV e ‘Negócios’, 83,6% dos inquiridos assumem que não conheciam ou não tinham ouvido falar de Paulo Raimundo antes de ser escolhido para o cargo de secretário-geral do PCP. Apenas 12,7%, 77 pessoas, dizem que já conheciam ou tinham ouvido falar no nome Paulo Raimundo.

O barómetro decidiu ainda perguntar a opinião que estas 77 pessoas têm sobre Raimundo. O resultado: 41,6% têm uma opinião positiva sobre o novo líder, 24,7% não sabem ou não quiseram responder, 23,4% têm uma opinião negativa e 9,1% uma opinião muito positiva. Já 1,3% veem Paulo Raimundo de forma muito negativa.

Paulo Raimundo foi escolhido no início deste mês pelo Comité Central do partido comunista para ser o novo líder, depois de Jerónimo de Sousa ter “refletido sobre a sua situação de saúde e as exigências correspondentes às responsabilidades” que assumia e decidir deixar a liderança comunista, cargo que ocupava há já 18 anos.

Face a isto, a sondagem da Intercampus pediu aos portugueses para avaliarem não só o novo secretário-geral do PCP, mas também o anterior, Jerónimo de Sousa. Quando questionados se a atuação de Jerónimo como líder do PCP ao longo destes anos foi positiva ou negativa, 46,4% acham que foi positiva, enquanto 38,5% acham que não. Pode-se dizer que os inquiridos ficam divididos quanto à liderança de Jerónimo de Sousa, havendo pouca distância entre os valores. De sublinhar também que, nos últimos barómetros, Jerónimo de Sousa tinha sempre avaliações de popularidade baixas.

SAIBA MAIS

1991 é o ano em que o novo secretário-geral do PCP, Paulo Raimundo, aderiu à Juventude Comunista Portuguesa. Quatro anos depois, em 1995, passou ao quadro de funcionários da juventude. É membro do PCP desde 1994 e funcionário do partido desde 2004.

Origem
Paulo Raimundo é filho de trabalhadores naturais do concelho de Beja. Nasceu em Cascais, concelho onde os pais trabalhavam na época, como funcionários do Estoril Futebol Clube, em cujas instalações residiam.


-----

FICHA TÉCNICA
Objetivo Sondagem realizada pela Intercampus para o CM e a CMTV, com o objetivo de conhecer a opinião dos portugueses sobre diversos temas da atualidade nacional Universo População portuguesa, com 18 ou mais anos, eleitoralmente recenseada, residente em Portugal continental Amostra É constituída por 605 entrevistas, com a seguinte distribuição: 287 a homens e 318 a mulheres; 130 a pessoas entre os 18 e os 34 anos, 207 entre os 35 e os 54 anos e 268 a pessoas com 55 ou mais anos; 229 no Norte, 139 no Centro, 168 em Lisboa, 42 no Alentejo e 27 no Algarve Seleção da amostra A seleção do lar fez-se através da geração aleatória de números de telefone fixo/móvel. No lar a seleção do respondente foi realizada através do método de quotas de género e idade (3 grupos). Foi elaborada uma matriz de quotas por região (NUTS II), género e idade, com base nos dados do Recenseamento Eleitoral da população portuguesa (31/12/2020) da Direção-Geral da Administração Interna (DGAI) Recolha da informação Através de entrevista telefónica, em total privacidade, através do sistema CATI. Os trabalhos de campo decorreram entre 15 e 20 de novembro de 2022 Margem de erro O erro máximo de amostragem, para um intervalo de confiança de 95%, é cerca de +/-4,0% Taxa de resposta 61,9%

Ver comentários
C-Studio