Barra Cofina

Correio da Manhã

Política

MAIS PODER PARA OS PARLAMENTOS

O presidente da Assembleia da República, Mota Amaral, defendeu ontem que os Parlamentos nacionais têm de assegurar a sua participação no processo legislativo da União Europeia, porque só assim se garantirá a "democraticidade plena" das decisões políticas na Europa.
8 de Outubro de 2003 às 00:00
MAIS PODER PARA OS PARLAMENTOS
MAIS PODER PARA OS PARLAMENTOS FOTO: Arquivo CM
Mota Amaral falava no final de dois dias de visita à Eslovénia, durante os quais se reuniu com as principais autoridades políticas deste país.
“Os Parlamentos nacionais são verdadeiramente o órgão da União, porque têm uma legitimidade democrática forte e indiscutível”, sustentou o presidente da Assembleia da República, adiantando que “a participação dos Parlamentos nacionais no processo legislativo da União Europeia é uma garantia de democraticidade plena na Europa”.
Mota Amaral mostrou-se convencido de que “a aproximação entre Portugal e a Eslovénia está em curso e deverá ainda intensificar-se a prazo” e acrescentou que os seus encontros com as autoridades políticas da Eslovénia “permitiram comprovar o firme compromisso deste país com os ideais europeus”.
“Foi também nítido o interesse da Eslovénia numa aproximação com Portugal no plano político e até no plano económico”, sustentou o presidente da Assembleia da República no final da visita àquele país, que no próximo ano deverá aderir à União Europeia.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)