Barra Cofina

Correio da Manhã

Política

Marcelo alertou para saída de Cavaco Silva

Jornalista relata a sua visão de como nasceu o tabu do antigo primeiro-ministro, em 1994.
Cristina Rita e Sónia Trigueirão 22 de Setembro de 2016 às 08:37
Marcelo Rebelo de Sousa e Cavaco Silva
Marcelo Rebelo de Sousa e Cavaco Silva FOTO: António Cotrim/EPA
O atual Presidente da República terá tido um papel decisivo num dos momentos mais marcantes da política na década de 90: o tabu de Cavaco Silva, então primeiro-ministro, sobre a sua saída de cena em 1995. José António Saraiva, autor do polémico livro ‘Eu e os Políticos’, revela a fonte que lhe deu o alerta em 1994: Marcelo Rebelo de Sousa.

Foi num almoço que Marcelo disse ao ex-diretor do ‘Expresso’ e ‘Sol’ que Cavaco não se iria recandidatar e iria sair da liderança do PSD. O autor diz que "nem sempre as notícias dadas por Marcelo correspondem rigorosamente à verdade".

Mas José António Saraiva relata uma conversa com Cavaco, dias depois, onde este lhe diz: "É um assunto tabu". A saída de Cavaco acabou por ser manchete no ‘Expresso’, mas só em janeiro de 1995 o então primeiro-ministro anuncia a decisão, alimentando o tabu durante meses.

No livro, Saraiva volta a falar de Cavaco e recorda a conversa com o ex-chefe de Estado em que este lhe terá corroborado a ideia de que o BCP – com Armando Vara na gestão – queria comprar o ‘Sol’ para o fechar. Vara era amigo do então primeiro-ministro José Sócrates e Saraiva admite que haveria um diretor para o seu lugar: "Julgo que seria Afonso Camões".
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)