Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
3

Marcelo defende que se encontrem "soluções mais consensuais" para problema da toxicodependência

Chefe de Estado reforçou que o problema tem causas económicas e sociais.
Lusa 8 de Fevereiro de 2023 às 23:12
Toxicodependência na Pasteleira, Porto
Toxicodependência na Pasteleira, Porto
O Presidente da República defendeu esta quarta-feira que se encontrem "as soluções mais consensuais possíveis" para resolver o problema da toxicodependência no Porto, dizendo que esta matéria tem de ser acompanhada com "serenidade", "bom senso" e "conhecimento da realidade".

"Penso que é uma questão a ser acompanhada com serenidade, bom senso, com conhecimento daquilo que se passa na vida real e ao mesmo tempo com o encontrar as soluções mais consensuais possíveis para que funcione bem o esquema que é concebido na lei, seja aplicado depois na magistratura judicial, seja acompanhado pelas forças de segurança e tenha um contexto económico e social, porque tudo isto tem causas económicas e sociais", afirmou o chefe de Estado.

Marcelo Rebelo de Sousa, que falava aos jornalistas à margem da cerimónia de entrega do Prémio Bial de Medicina Clínica, que decorreu na Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP), destacou que este é um problema que "exige a colaboração de muitas entidades", entre as quais, "entidades estatais", o Governo, forças de segurança, municípios e instituições da sociedade civil.

Porto saúde política
Ver comentários
C-Studio