Sub-categorias

Notícia

Marcelo Rebelo de Sousa ataca messianismo

Presidente retoma discurso do ano passado contra o populismo.
Por José Castro Moura|26.04.18
Marcelo Rebelo de Sousa tinha avisado que o discurso na sessão solene dos 44 anos do 25 de Abril não ia conter recados, mas acabou por deixar alertas. Um deles já o havia feito um ano antes quando falou dos perigos do populismo. Desta vez, além das "tentações perigosas de apelos populistas", o Presidente da República acrescentou as "ilusões sebastianistas, messiânicas ou providencialistas".

"O prestígio ou a popularidade mais ou menos conjuntural" dos titulares do poder não pode ser confundida com "endeusamento ou vocação salvífica", disse o Chefe de Estado, alertando contra o "messianismo de um ou de alguns".

Num discurso aplaudido de pé por todas as bancadas, Marcelo pediu que não seja dado "espaço" aos adversários do sistema político. A partir do centenário do fim da I Guerra Mundial, celebrado recentemente, e a participação portuguesa no conflito que antecedeu cinco décadas de ditadura, o Presidente defendeu que "alguns traços" dessa conjuntura podem "suscitar reflexões para outras épocas".

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!