Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
9

Marcelo visita Trump e portugueses nos EUA

Chefe de Estado encontra-se com comunidade lusa da Virgínia, Maryland e Washington.
Beatriz Ferreira 26 de Junho de 2018 às 08:30
Marcelo Rebelo de Sousa e António Costa em Boston
Marcelo Rebelo de Sousa e António Costa em Boston
Marcelo Rebelo de Sousa e António Costa em Boston
Marcelo Rebelo de Sousa e António Costa em Boston
Marcelo Rebelo de Sousa e António Costa em Boston
Marcelo Rebelo de Sousa e António Costa em Boston
Marcelo Rebelo de Sousa e António Costa em Boston
Marcelo Rebelo de Sousa e António Costa em Boston
Marcelo Rebelo de Sousa e António Costa em Boston
Marcelo Rebelo de Sousa e António Costa em Boston
Marcelo Rebelo de Sousa e António Costa em Boston
Marcelo Rebelo de Sousa e António Costa em Boston
A agenda é preenchida e nem o "susto" de sábado, com a indisposição em Braga, abranda o ritmo do Presidente. Marcelo Rebelo de Sousa chega esta terça-feira aos EUA e encontra-se com a comunidade portuguesa. Amanhã é dia de reunião na Casa Branca.

A chegada a solo norte-americano está marcada para as 15h30 (20h30 em Portugal) de hoje. Marcelo segue para o Centro da Comunidade Portuguesa, em Manassas, na Virgínia, onde se vai encontrar com a comunidade lusa desse estado, de Maryland e de Washington.

Mas amanhã é o ponto alto da visita. O Presidente é recebido pelo homólogo norte-americano, Donald Trump, na Casa Branca. Os dois fazem declarações à comunicação social na célebre Sala Oval, no início do encontro, mas não há direito a perguntas. Segue-se uma reunião bilateral mais alargada.

Marcelo já disse que em cima da mesa estarão temas como a "pertença à NATO" e a "colaboração no domínio energético e dos investimentos recíprocos". As relações bilaterais – e a presença portuguesa nos EUA - assim como a "guerra comercial" entre os EUA e a União Europeia – com a introdução de novas taxas alfandegárias impostas por Washington à importação de aço e alumínio da UE – também deverão estar em cima da mesa.

Já assuntos como a crise migratória nos EUA deverão ficar de fora já que Marcelo por várias vezes defendeu que não se pronuncia sobre assuntos internos de outros países.

Após o encontro com Trump, o chefe de Estado fala com os jornalistas na Chancelaria da Embaixada de Portugal, em Washington. A visita chega ao fim na Residência da Embaixada de Portugal, também em Washington, com um "Toast to America" (brinde à América).

Marcelo cumpre, assim, a tradição de erguer uma taça de vinho da Madeira para celebrar a assinatura da Declaração da Independência em 1776.

PORMENORES 
Quarta visita
Marcelo é o quarto Presidente português a ser recebido na Casa Branca.Esta é também a quarta vez que Marcelo está nos EUA desde que tomou posse.

Encontro com Obama
Em 2016, o Presidente marcou presença numa receção oferecida pelo então presidente, Barack Obama, por ocasião da 71.ª Assembleia Geral da ONU.

10 de junho
Voltou aos EUA em dezembro de 2016, para assistir ao juramento de Guterres como secretário-geral da ONU; e no último 10 de junho, para celebrar a data.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)