Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
5

Mário Soares defende federalismo europeu

O ex-Presidente da República Mário Soares apelou hoje aos governos de Portugal e Espanha para que unam esforços a favor do federalismo europeu e contra a ortodoxia financeira, defendendo que a União Europeia só sobreviverá se houver "sobressalto cívico".
5 de Julho de 2010 às 16:39
Soares aponta caminho do federalismo
Soares aponta caminho do federalismo FOTO: Paulo Cunha/Lusa

As posições de Mário Soares foram assumidas nas Jornadas Parlamentares do PS, onde fez um violento ataque à ortodoxia financeira do Banco Central Europeia e ao "darwinismo" social da corrente económica liberal.

"Portugal deve alinhar pela Espanha e, em conjunto, terem a coragem para bater o pé aos líderes europeus, que continuam a perfilhar uma ortodoxia financeira obsoleta, que está a colocar em grave risco a União Europeia ao nível de rupturas sociais, que podem vir a ser trágicas", sustentou o ex-chefe de Estado.

Para Mário Soares, a União Europeia, como projecto político de paz e desenvolvimento sustentável, tem de caminhar no sentido federal, ou seja, "os Estados Unidos da Europa".

"Um Governo político [da União Europeia] é necessário e urgente, mas, infelizmente, os grandes países europeus enfrentam graves problemas de liderança", apontou, dando como exemplos a Itália liderada por Sílvio Berlusconi e a queda de popularidade do presidente francês, Nicolas Sarkozy.

Na perspectiva do ex-Presidente da República, "se não houver um sobressalto de cidadania, tudo parece caminhar para a desintegração da União Europeia, porque não se vê qual o rumo que pretende seguir para sair da paralisia e superar a crise, que continua a agravar-se".

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)