Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
6

Marisa Matias quer ir à segunda volta

Objetivo é alterar ciclo de sacrifício.
13 de Dezembro de 2015 às 15:38
"O Presidente da República tem uma capacidade única de dar voz aos que são sistematicamente silenciados", disse Marisa Matias
'O Presidente da República tem uma capacidade única de dar voz aos que são sistematicamente silenciados', disse Marisa Matias FOTO: Pedro Nunes/Lusa

A candidata presidencial Marisa Matias reafirmou este domingo que não vai desistir de disputar uma eventual segunda volta das presidenciais, para "virar o ciclo do sacrifício".


A candidata apoiada pelo Bloco de Esquerda, que falava em S. João da Madeira num almoço com apoiantes, disse que a sua candidatura à Presidência da República vinha "dar voz aos que são silenciados e nunca se resignaram com o empobrecimento e a austeridade".


Marisa Matias considera que os poderes presidenciais zelam para que os direitos constitucionais sejam efetivos, em matérias como o acesso à justiça, a defesa da escola pública e o Serviço Nacional de Saúde, considerando que tais matérias não são meras prerrogativas governativas.


"O Presidente da República tem uma capacidade única de dar voz aos que são sistematicamente silenciados", disse, concluindo que "não basta os direitos sociais estarem na Constituição, cabendo à Presidente contribuir para que os mesmos estejam disponíveis ao cidadão".


Num outro passo da sua intervenção, a candidata saudou o acordo de Paris sobre as alterações climáticas, lamentando que "Portugal não fique na fotografia" do acordo, "porque o Presidente da República não achou importante".

Marisa Matias Bloco de Esquerda presidenciais
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)