Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
4

‘Medalhas’ julgado com Duarte Lima

Juíza rejeitou separação de processos e julgamento de Francisco Canas começa hoje
28 de Maio de 2013 às 01:00

Francisco Canas, um dos principais arguidos do processo ‘Monte Branco’ – que investiga a maior rede de branqueamento de capitais detetada no País – está obrigado a ir a julgamento no caso dos terrenos de Oeiras comprados com fundos do BPN, em que Duarte Lima é acusado de três crimes.O julgamento arranca hoje na 7.ª vara criminal.

A juíza do processo, Filipa Valentim, decidiu rejeitar o requerimento de Canas, que pedia a separação dos processos, garantindo que qualquer decisão que venha a ser tomada no ‘Monte Branco’ sobre factos atribuíveis ao medalhista "não produz força de caso julgado". Francisco Canas, também conhecido como ‘Zé das Medalhas’, é um dos seis arguidos do caso BPN/Homeland, em que o banco de Oliveira e Costa financiou Duarte Lima, por intermédio do filho Pedro Lima, e o sócio Vítor Raposo em 40 milhões para a aquisição de terrenos em Oeiras, na zona para onde estava projetada a construção do novo IPO de Lisboa. O edifício nunca foi construído e o buraco acabou nas mãos do BPN, através do fundo ‘Homeland’. Os terrenos foram comprados por 1,5 milhões de euros e revendidos por 40 milhões.

O Ministério Público acusa Duarte Lima de se ter apropriado de três milhões de euros no decurso do negócio, e Francisco Canas surge no processo como o elemento que garantiu ao ex-deputado do PSD a saída das verbas para contas na Suíça de forma ilícita.

DUARTE LIMA BPN JULGAMENTO FRANCISCO CANAS
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)