Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
9
Conteúdo exclusivo para Assinantes Se já é assinante faça LOGIN Assine Já

Mexidas no IRS sobem salários líquidos até 1000 euros

Governo avança com ordenado mínimo de 760 euros em 2023.
Miguel Alexandre Ganhão(miguelganhao@cmjornal.pt) 7 de Outubro de 2022 às 01:30
Conteúdo exclusivo para Assinantes Assine já Se já é assinante faça LOGIN
Exclusivos
Reunião da Concertação Social serviu para fixar alguns valores que vão constar do Orçamento para 2023, que será apresentado segunda-feira
Reunião da Concertação Social serviu para fixar alguns valores que vão constar do Orçamento para 2023, que será apresentado segunda-feira
Reunião da Concertação Social serviu para fixar alguns valores que vão constar do Orçamento para 2023, que será apresentado segunda-feira
É a grande novidade fiscal do Orçamento: um mecanismo de “abatimento regressivo” que utiliza a figura do mínimo de existência para dar mais dinheiro a quem ganha um pouco mais do que o salário mínimo nacional, que o Governo quer que seja de 760 euros por mês em 2023.

A proposta que o Executivo levou à Concertação Social diz que serão reformuladas “as regras de funcionamento do mínimo de existência para conferir maior progressividade ao IRS, passando de uma lógica de liquidação a final para uma lógica de abatimento a montante, beneficiando os rendimentos até 1000 € por mês”.





Exclusivos

Assinatura Digital

Acesso à edição digital e a todos os conteúdos exclusivos do site no pc, tablet e smarphone
Assine já 1 mês/1€
Para ler este e todos os EXCLUSIVOS DE HOJE no site 1€ (IVA incluído)
UTILIZE O
Ver comentários
Hoje nas bancas
Capa do Dia
A primeira página do Correio da Manhã e o acesso ao e-paper Ver todas as
primeiras páginas