Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
3

MIC de Alegre já tem comissão instaladora

O socialista Manuel Alegre reuniu ontem o seu Movimento de Intervenção e Cidadania (MIC), formado aquando da sua candidatura à Presidência da República, para eleger a comissão instaladora, da qual fazem parte Helena Roseta (bastonária da Ordem dos Arquitectos), João Correia (candidato derrotado à Ordem dos Advogados) e José Leitão (antigo alto-comissário das Minorias Étnicas).
28 de Maio de 2006 às 00:00
Manuel Alegre preside ao Conselho de Fundadores do MIC
Manuel Alegre preside ao Conselho de Fundadores do MIC FOTO: Natália Ferraz
Composta por 30 pessoas oriundas de todo o País, a Comissão Instaladora integra ainda, por Coimbra, Maria Teresa Portugal (irmã de Manuel Alegre).
Na reunião do conselho de fundadores do MIC, realizada no Hotel Altis, em Lisboa, foi também aprovada “por aclamação”, sublinhou Alegre, a comissão de redacção do movimento, encarregue de elaborar os seus estatutos.
Manuel Alegre, eleito presidente do conselho de fundadores do MIC (composto por 101 pessoas), adiantou ainda que o movimento vai agora debruçar-se sobre dois temas “quentes” da actualidade: a desertificação e a despesa dos serviços públicos. E lembrou que, em Junho, o movimento volta a reunir para discutir os problemas dos idosos. Estas iniciativas mostram que o MIC não está morto apesar de haver quem o afirme; “como não tenho um milhão de pessoas nas ruas, não há movimento”, ironizou o deputado socialista, acrescentando que não lançou “nenhum desafio” ao deputado António José Seguro, para que este lidere a Comissão Política do PS, cargo que Sócrates acumula desde a saída de Jorge Coelho. “Não desafiei o Tozé Seguro, mas seria uma boa ideia se ele estiver disponível”, frisou.
Ver comentários