MIGUEL PORTAS NA CORDA BAMBA

A percentagem de portugueses que não pretende votar no próximo dia 13 de Junho continua a subir, situando-se já nos 64,2 por cento. A elevada abstenção, juntamente com os 12,2 por cento de indecisos, terá consequências directas nos resultados dos partidos.
05.06.04
  • partilhe
  • 0
  • +
E se para as maiores forças políticas isso significa apenas a eleição de mais um ou menos um eurodeputado, para o Bloco de Esquerda pode ser a diferença entre Miguel Portas ir ou não para o Parlamento Europeu.
De acordo com a sondagem Correio da Manhã/Aximage, o PS continua a liderar as intenções de voto com 39,2 por cento, contra 34,5 por cento da coligação PSD/CDS-PP. A CDU tem 7,9 por cento e o Bloco de Esquerda 2,4 por cento. A percentagem de indecisos é ainda de 12,2 por cento.
Aplicando o método de Hondt aos resultados directos da sondagem, o PS elegeria 10 deputados, a coligação nove e a CDU dois. Correspondendo três lugares aos indecisos, o Bloco de Esquerda não conseguiria eleger o seu representante.
Os resultados finais mudam se os indecisos forem distribuídos proporcionalmente de acordo com os resultados dos partidos. Nesse caso, o PS fica na fronteira entre a eleição de 11 ou 12 eurodeputados e a coligação PSD/CDS-PP entre os nove e os 10. A CDU mantém os seus dois lugares e o Bloco de Esquerda consegue eleger Miguel Portas.
Um cenário preocupante para os bloquistas, pois a abstenção teima em não baixar. Nas sondagens Correio da Manhã/Aximage a percentagem de eleitores que não pretendem ir às urnas nas Eleições Europeias já chegou aos 69,2 por cento em Abril. No entanto, durante o mês de Maio, essa percentagem desceu para os 67,8 por cento e depois para os 60,3. Este mês, já com as máquinas partidárias na rua, voltou a subir para os 64,2 por cento. Parece que a campanha eleitoral do insulto e da agressão verbal, em que pouco se fala das questões europeias, está a dar os seus frutos. A uma semana das eleições, os partidos ainda podem arrepiar caminho, assim tenham vontade disso.
Objectivo: Intenção de voto para as eleições europeias. UNIVERSO: Eleitores residentes em Portugal em lares com telefone fixo. AMOSTRA: Aleatória estratificada por região, sexo, idade, actividade, instrução e voto legislativo, polietápica e representativa do universo, com 600 entrevistas telefónicas (341 mulheres). COMPOSIÇÃO: Proporcional pela variável estratificação. RESPOSTAS: Taxa de resposta de 82,3 por cento. Desvio padrão máximo de 0,020. REALIZAÇÃO: 31 de Maio a 2 de Junho, para o Correio da Manhã pela Aximage, com a direcção técnica de Jorge Sá e Luís Reto.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!