Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
3

Ministro da Saúde afasta despedimentos

Mantidas ou aumentadas as valências.
31 de Julho de 2015 às 16:08
Paulo Macedo adiantou que as transferências até agora realizadas têm resultado também num aumento de serviços de saúde
Paulo Macedo adiantou que as transferências até agora realizadas têm resultado também num aumento de serviços de saúde FOTO: Hugo Delgado/Lusa
O ministro da Saúde garantiu esta sexta-feira que com a transferência do hospital de Santo Tirso para alçada da Misericórdia, em fase final de negociação, "não há despedimentos", e que serão mantidas ou aumentadas de valências" naquela unidade.

"O hospital de Santo Tirso, à semelhança dos outros, se for transferido, em primeiro lugar continua a estar integrado dentro do Serviço Nacional de Saúde, que é o que aconteceu a todos os outros. Em segundo lugar, não há despedimentos, em terceiro, há ou uma manutenção da valências, ou há um aumento, o que por exemplo, aconteceu no hospital de São João da Madeira", afirmou Paulo Macedo questionado pelos jornalistas sobre a posição hoje assumida pela Ordem e sindicatos dos Médicos.

Aquelas estruturas afirmaram que no hospital de Santo Tirso falta "cerca de uma dezena de médicos" e que a passagem prevista desta unidade para alçada da Misericórdia poderá culminar na redução de várias especialidades médicas.

O governante, que falava em Vila Verde à margem da inauguração das obras de requalificação do hospital da Misericórdia local, adiantou que as transferências até agora realizadas "para além de resultarem numa poupança para o erário público têm resultado também num aumento de serviços de saúde à disposição das pessoas".

hospital de Santo Tirso Serviço Nacional de Saúde hospital de São João da Madeira Paulo Macedo
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)