Barra Cofina

Correio da Manhã

Política

Ministros só com Passos e Portas

Estrutura do governo, número de ministérios e nomes ficam de fora dos dois grupos de trabalho criados ontem pelas duas delegações. Líderes decidem.
9 de Junho de 2011 às 00:30
governo, psd, cds-pp, paulo portas, passos coelho
governo, psd, cds-pp, paulo portas, passos coelho FOTO: Pedro Catarino

Os líderes do PSD e do CDS voltam a encontrar-se hoje para iniciarem as discussões sobre a estrutura e os nomes para o governo de coligação, que terá de tomar posse antes da cimeira europeia de 23 e 24 de Julho. A decisão de limitar a escolha dos futuros ministros a Pedro Passos Coelho e Paulo Portas é uma forma de evitar fugas de informação e mostrar aos aparelhos partidários e grupos de pressão que a decisão é exclusiva dos dois presidentes.

O encontro de ontem, o primeiro entre delegações do PSD e CDS, serviu basicamente para se definir metodologias de trabalho. Ao fim de duas horas de reunião, que começou 15 minutos depois das dez horas da manhã, os dois partidos anunciaram a constituição de duas equipas que irão trabalhar já a partir de hoje para formalizarem uma proposta de acordo político e outra de acordo programático, que servirá de base ao futuro programa de governo.

A meio da tarde de ontem foram anunciados os nomes dos dois partidos que vão integrar as referidas equipas. Quatro do PSD e cinco do CDS. Miguel Macedo, Matos Correia, Manuel Rodrigues e Carlos Moedas pelos sociais-democratas; Pedro Mota Soares, Assunção Cristas, Cecília Meireles, Cruz Vilaça e Nuno Magalhães pelos democratas-cristãos.

No encontro de ontem, Pedro Passos Coelho fez-se acompanhar por Miguel Macedo, líder parlamentar, Miguel Relvas, secretário--geral, e Manuel Rodrigues, vice--presidente. Já Paulo Portas inclui na delegação do CDS Luís Queiró, presidente do Congresso, Pedro Mota Soares, líder parlamentar, e Assunção Cristas, vice-presidente. As duas delegações só deverão ter mais um encontro formal, ainda sem data marcada, para darem por concluídas as conversações.

governo psd cds-pp paulo portas passos coelho
Ver comentários