Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
9

MOMENTO DELICADO PARA A COLIGAÇÃO

O CDS-PP já deixou claro que se está a preparar para qualquer eventualidade. Sabe que o acordo de coligação com o PSD para as próximas legislativas não é seguro e começa a dar sinais de nervosismo.
12 de Outubro de 2004 às 00:00
O vice-presidente do partido, António Pires de Lima, enviou ontem um recado ao maior partido da coligação, numa entrevista ao ‘DN’. “ O PSD tem de se habituar a um CDS mais interventivo”, afirmou Pires de Lima, reconhecendo as incertezas do futuro.
O dirigente fala em “independência”ao invés de afastamento entre os dois partidos. Na mesma altura surgem notícias de descontentamento entre a bancada parlamentar do PSD e o ministro das Finanças, Bagão Félix, indicado pelo PP.
A situação levou Santana Lopes, na última reunião do grupo parlamentar do PSD, a sublinhar que os populares no Executivo têm, de facto, mais protagonismo do que o PSD. Porém, recordou que no Governo de Durão, o caso era igual. Estas considerações ocorreram no dia em que rebentou a polémica de Marcelo Rebelo de Sousa e, da qual, o CDS se demarcou. Para o líder parlamentar do PSD, Guilherme Silva, o importante é que “este Governo funcione bem”.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)