Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
7

Movimento '#Simavida' propõe referendo sobre eutanásia à AR

Ramalho Eanes e Manuela Ferreira Leite são mandatários.
Janete Frazão 9 de Fevereiro de 2020 às 09:43
Ramalho Eanes e Marcelo Rebelo de Sousa
Ramalho Eanes
Ramalho Eanes e Marcelo Rebelo de Sousa
Ramalho Eanes
Ramalho Eanes e Marcelo Rebelo de Sousa
Ramalho Eanes
"Concorda que matar outra pessoa a seu pedido ou ajudá-la a suicidar-se deve continuar a ser punível pela lei penal em quaisquer circunstâncias?". É esta a pergunta do manifesto lançado pelo movimento de cidadãos #Simavida com vista a propor à Assembleia da República um referendo à eutanásia.

Entre os 101 mandatários do movimento estão o antigo Presidente da República Ramalho Eanes, a antiga líder do PSD Manuela Ferreira Leite, o politólogo Jaime Nogueira Pinto, a ex-deputada do CDS-PP Isabel Galriça Neto, o presidente da Cáritas, Eugénio Fonseca, e o ex-bastonário da Ordem dos Médicos Germano de Sousa.


A iniciativa surge em reação à entrada no Parlamento de projetos de lei da autoria de BE, PAN, PS, PEV e Iniciativa Liberal que visam a despenalizar a morte a pedido e que serão debatidos a 20 de fevereiro. "Uma decisão tão grave e fraturante [...] não deve ser tomada no interior dos partidos e nos corredores de São Bento, sem o envolvimento e a participação da sociedade e sem que o povo seja previamente ouvido", defende o movimento #Simavida .

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, afirmou esta semana que só se pronunciará sobre a questão da eutanásia "no último segundo".
AR Assembleia da República questões sociais política morte partidos e movimentos referendo política (geral)
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)