Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
2

MUDANÇAS NA PSP GERAM POLÉMICA NO RIBATEJO

A mudança de comandante distrital e o afastamento do comandante da esquadra do Cartaxo da PSP estão a gerar polémica entre as forças policiais da região. O 'timing' escolhido pela Direcção Nacional da PSP para as mudanças é visto como "uma coincidência notável".
14 de Novembro de 2003 às 00:00
Isto porque as mudanças do superintendente Levy Correia, comandante distrital da PSP de Santarém, para Évora, e do subcomissário Maurício, do comando da PSP do Cartaxo para a Escola Prática de Polícia de Torres Novas, aconteceram poucas semanas após a publicação de duas entrevistas no jornal "O Povo do Cartaxo", onde os polícias criticavam a actuação do presidente da C.M. do Cartaxo, Paulo Caldas, no que respeita ao combate à criminalidade na noite daquela cidade ribatejana. Levy Correia chegou mesmo a afirmar que "autarquias que não cobrarem as coimas cometem crime e vou denunciá-las à IGAT", acusando Paulo Caldas de poupar coimas e levantar embargos sem dar conhecimento à PSP. Passadas cerca de duas semanas, a Direcção Nacional da PSP decidiu transferir Levy Correia para o comando distrital de Évora. Entretanto, o subcomissário Maurício foi destacado para a Escola Prática de Polícia em Torres Novas, onde ficará até Maio. E, a partir de segunda-feira, deixa o comando da esquadra da PSP do Cartaxo. O CM sabe que a partir de Maio passará a comandar a esquadra de investigação criminal de Santarém. Contactado pelo CM, o subcomossário Maurício não quis comentar o processo. Também Levy Correia escusou-se a comentar todo o processo.
O CM tentou obter mais esclarecimentos do presidente da Câmara do Cartaxo, mas não foi possível obter uma resposta de Paulo Caldas. Da Direcção Nacional da PSP não foi dada resposta em tempo útil.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)