Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
5

“Não andei de cravo”

"Não andei de cravo vermelho em campanha. Deram-me um cravo e eu, educadamente, fui andando com ele na mão", respondeu ontem Paulo Portas a uma jornalista que o confrontou com as críticas que lhe foram dirigidas pelo líder do PCP. Mas logo acrescentou, em forma de pergunta: "O 25 de abril quando se fez foi para todos, não foi?"
31 de Maio de 2011 às 00:30
Portas e a segurança como tema
Portas e a segurança como tema FOTO: Lusa / Paulo Novais

Em Aveiro, distrito "talismã", o líder do CDS afirmou acreditar que o CDS ficará a 5 de Junho "muito perto dos vinte por cento". Já no País, Portas vai insistindo que haverá "uma surpresa com o resultado" do CDS no domingo.

SEGREDO DE ESTADO

As sondagens internas do CDS estão a dar resultados muito semelhantes aos apresentados pela TVI. O Correio da Manhã teve acesso a um estudo atribuído ao CDS que dava ao PSD 37% das intenções de voto, com 5% de vantagem em relação ao PS (32%). Seguia-se o CDS (12%), BE (6%) e CDU (7%). Uma sondagem que, curiosamente, não obriga ao tão criticado "voto útil" no PSD.

PAULO PORTAS ELEIÇÕES CAMPANHA CRAVOS JERÓNIMO DE SOUSA
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)