Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
3

“Não temos nada a ver com essas guerras”

José Moreno, Grão-mestre da Grande Loja Legal de Portugal, fala sobre o envolvimento das secretas com a maçonaria
5 de Janeiro de 2012 às 01:00
“Não temos nada a ver com essas guerras”
“Não temos nada a ver com essas guerras” FOTO: DR

Correio da Manhã – Como responde ao envolvimento de membros da maçonaria nos Serviços de Informações?

José Moreno – A Grande Loja Legal de Portugal não conhece nenhuma dessas pessoas, todos esses nomes que estão a sair na imprensa não têm nada a ver com a maçonaria regular.

– Mas há factos e notícias que ligam as guerras nas secretas à Loja Mozart, que faz parte da Grande Loja Legal.

– Não temos nada a ver com essas guerras. Há pessoas que podem utilizar a maçonaria para guerras que não são nossas.

– O líder parlamentar do PSD, Luís Montenegro, não é também da Loja Mozart?

– Não vou referir qualquer nome nem falo de nenhuma personalidade em particular, apenas lhe posso garantir que a maçonaria regular respeita a lei e as instituições nacionais. Mozart é um nome respeitado de alguém que é uma referência cultural e não só, na Europa e no Mundo.

– Desmente então qualquer envolvimento da maçonaria nas secretas?

– Insisto que a maçonaria é constituída por homens de bem que agem de acordo com a lei.

– Como é que explica então as notícias e o relatório da deputada do PSD Teresa Leal Coelho sobre as secretas?

– Pode haver quem, eventualmente, queira utilizar o nome da maçonaria com proveitos próprios ou fins pouco claros.

– Estão a utilizar o nome da maçonaria em vão?

– Eu diria que sim. Nós procuramos ajudar a criar homens bons e respeitadores da lei.

– A maçonaria não tem então o poder que lhe atribuem?

– Não tem sobretudo as finalidades que lhe procuram atribuir com este tipo de notícias que têm saído e que apenas contribuem para criar mal-entendidos.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)